Castle: The Blame Game (8×12)

Confesso: como fá de Stephen King eu adoraria que a mensagem recebida por Castle fosse verdadeira e que ele desse uma passadinha pela série. Na verdade eu morreria de amor.

Ao invés disso acabamos com Castle, Beckett e mais dois casais presos em um experimento psicológico que acabaria por matar pelo menos um deles. Por que eles acabaram ali? Confesso que esta parte eu não entendi, mas a questão é que o formato do episódio acabou funcionando e ele manteve o nível de seus antecessores, levantando a qualidade da temporada.

castle-the-blame-game-8x12-s08e12

Confesso, também, que eu tenho horror a estes experimentos psicológicos, podem argumentar o que quiserem sobre o que eles permitem observar, eles também conseguem sempre despertar o pior das pessoas. Ironicamente, aqui, desperto o pior nos dois membros do mesmo casal – quer dizer, falei ironicamente, mas pode ser que os roteiristas quisessem defender algum ponto.

No final das contas todos acabaram presos por um rapaz disposto a fazer uma vingança bastante torta de seus pais, que aterrorizaram a ele e a seu irmão fazendo dos dois suas cobaias.

Além disso a Alexis foi agraciada com um momento fofura ao mostrar a preocupação com seu pai, super desejável depois de fazerem dela outra personagem neste ano.

Agora, precisou a Hayley aparecer e dizer que o Castle é bom no que faz? São oito anos que eu repito isso, mas parece que os roteiristas preferem fazer ele parecer um bobão sortudo.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *