Bates Motel: A Danger to Himself and Others (4×01)

Depois do atormentado final da temporada passada imaginei que as coisas não seriam as mesmas para Norman e Norma nesta nova temporada, mas não fui capaz de imaginar o quão mudado Norman poderia estar – e aqui eu não falo de mudado para a melhor, mas do fato de que seus problemas mentais agora estão na superfície.

E eu acharia estranho o pessoal do hospital psiquiátrico não perceber isto, não fosse o fato deles não saberem o que nós sabemos.

Bates Motel s04e01 4x01 A Danger to Himself and Others Norman

É um Norman bastante fora de si que encontramos no início desta temporada, um Norman que continua falando com a mãe que existe apenas em sua cabeça. É neste estado que ele é encontrado por um fazendeiro e levado ao hospital psiquiátrico mais assustador que os roteiristas poderiam criar.

Norman consegue se manter sob controle e a conclusão é que ele não oferece perigo a ninguém e a grande verdade é que, depois deste três anos, continuamos torcendo para que ele não ofereça. Acredito que um pouco por realmente gostarmos do personagem, mas em maior parte por não queremos ver a verdade, quase como se fossemos Norma.

Norma que continua na difícil missão de se manter sob controle, manter as coisas sob seu controle. Algo tão importante para ela que foi preciso, como citei acima, criar um verdadeiro cenário de filme de terror naquele hospital para que ela admitisse para si própria que precisará de ajuda se quiser manter Norman bem – e por bem, nós e Norma entendemos coisas diferentes.

E de novo vemos uma característica da personagem que algumas vezes me levam a duvidar de que Norman tenha sido o verdadeiro assassino de seu pai: ela usa a sedução, o sexo, para conseguir o que quer e não se envergonha disso. Ela primeiro tenta seduzir um médico, que se revela gay e é uma das únicas oportunidades em que vemos Norma ficar sem jeito, depois ela pede a Romero que se case com ela para que ela possa usar seu plano de saúde e ela oferece sexo como quem oferece uma bala disponível no bolso.

Um Romero ainda processando seus últimos atos, que significaram apagar vestígios do que Bob Paris fez e do que ele fez com Bob Paris, responde a Norma da mesma forma que ela oferece e é como se os dois naquele momento estivessem em algum mundo paralelo. E digo isso porque neste mundo paralelo eu acho que ele pode acabar aceitando a proposta de Norma.

Mas o foco do episódio é este novo Norman. Se no final da temporada passada o seu medo de ser abandonado por sua mãe o leva a fugir, aqui o simples fato de Norma sair de casa já é o bastante para um novo acesso de loucura. Ele novamente veste o robe de sua mãe, ele assume que é ela porque esta é uma forma dela nunca deixá-lo.

E é assim que ele recebe a visita da mãe de Emma.

Sim, a mulher que abandonou a filha doente e que todos deveríamos odiar aparece logo no início da temporada e serve como prova de que na verdade nada sabemos sobre a vida naquela cidade: o sempre amoroso e pacífico pai de Emma mostra um lado bem mais violento quando a ex aparece no hospital, algo que antes podemos ter visto insinuado.

Eu imaginei que esse lado dele talvez fosse algo que a série trabalharia a partir daqui com a presença da mãe de Emma, mas ela não dá ouvidos à Norma e vai conversar com Norman.

E acaba morta. E o motivo é o mesmo de Norman se travestir de Norma: o horror ao abandono. Norman vê naquela mulher o seu maior medo e a mata de uma forma tão fácil que fica ainda mais assustadora.

Se isto significa que Norma de novo terá de limpar a sujeira do filho e evitar que ele acabe sendo tirado dela, também significa que Emma poderá começar a fazer perguntas e que ela agora também está em perigo – e nenhum de nós quer isso, ainda mais considerando que ela finalmente conseguiu seu transplante e que está namorando Dylan. Nos resta torcer para que o casal deixe a cidade antes que o pior os atinja.

P.S. Gente, o que é Vera Farmiga atuando? Não somente como Norma, mas principalmente como a Norma da mente de Norman, a mesma mãe só que com aquele olhar assustador que Freedie coloca em seu personagem. Deem todos os prêmios para esta mulher!!!

P.S. do P.S. E sim, Freedie também arrasa quando encarna os trejeitos da mãe. O que foi ele se mostrando envergonhado por estar de robe ou cruzando as pernas e puxando a saia? Que atuação!

*********

Ontem na Comic Con de San Diego foi confirmado que a quinta temporada de Bates Motel será a última. Enquanto sites alardeiam que a série foi cancelada eu de novo comemoro o fato de que uma série de que gosto tanto será encerrada com dignidade.

*********

E não é só na telinha que Norman vai praticar loucuras nesta temporada: o personagem tomou conta do perfil do Canal Universal no Snapchat (CanalUniversal). Os fãs de Bates Motel poderão acompanhar na rede social conteúdos exclusivos relacionados a acontecimentos dos episódios que estão sendo exibidos no canal. Ao longo da quarta temporada serão postados vídeos e imagens a partir da visão de Norman Bates.

Para adicionar o perfil do Canal basta buscar pelo nome do usuário (CanalUniversal) ou usando o Snapcode disponível na página da série.

*********

Como parte da ação de lançamento da nova temporada o Canal Universal e o Escape 60 prepararam salas temáticas de Bates Motel no Rio de Janeiro e em São Paulo. Eu fui conhecer a aqui de São Paulo e digo para vocês: corram!! É muito legal!!

 

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários



  1. Série maravilhosa, já vi a temporada inteira, sem palavras para descrever, incrível, com atuações arrasadoras de Vera e Freddie. Série, infelizmente, esquecida nas premiações.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *