The Mysteries Of Laura: The Mystery of the Taken Boy (2×01)

Demorou, mas o Warner trouxe a segunda temporada de The Mysteries Of Laura para a nossa telinha e isso pode ser considerado um milagre: com o cancelamento da série lá fora logo após a exibição desta temporada, eu já havia passado o título para a lista de séries das quais eu nunca vi o final porque a Warner simplesmente não exibiu a última temporada – estão lá Pushing Daisies, Without a Trace e Harry’s Law -, da qual Fringe também escapou, ainda que tenha sido ridícula a opção do canal por exibir a temporada toda em apenas um final de semana durante um feriado de carnaval.

Bom, para quem não lembra, a primeira temporada acabou com Laura sofrendo muito depois de seu ex-marido Jake quase ser morto quando trabalhavam em um caso e dividida entre a chance de um novo amor e ficar ao lado dele neste momento tão difícil. A série já corria o risco de ser cancelada na época e o final deixava que quem torcia pela reconciliação do casal pudesse ficar feliz.

The Mysteries of Laura The Mystery of the Taken Boy 2x01 s02e01

A segunda temporada começa um pouco depois, cinco meses depois, Jake retornando de sua licença médica e Laura lidando com a mais chata capitã de polícia da TV, capitã Santiani. Eu não faço ideia de como Laura ainda está trabalhando com uma capitã desta – sim, Laura é hiper competente, então sabemos que ela não perdeu o emprego por causa disso, mas não sei como ela não enforcou a mulher.

E não somente a capitão é chata – tem estereótipo escrito na testa – como sua chegada desestabilizou a série. A gente sabe que quando existe um elenco central um pouco maior é preciso integração, ritmo. Conquista que a série só teve na segunda metade da temporada passada e que parece ter sumido aqui.

Se a opção foi por Jake voltando da licença – e mostrar um lado muito legal do personagem que é de estar ali por sua equipe -, eles deveriam colocar Laura e Santiani em outra posição da relação, imagino que Laura já tenha mais de uma vez mostrado para ela como trabalha e provado que isto funciona, afinal foram cinco meses.

O primeiro caso da temporada rolou como se fosse o primeiro caso em que as duas trabalham juntas, zero integração, zero entendimento.

Pesou contra também o fato de Santiani acabar parecendo, além de chata, incompetente: que capitã em sã consciência não ouve seu time e arrisca a vida de um menino sequestrado?

O saldo final do episódio foi um tanto desanimador e torço para estar enganada e hoje reencontrar um pouco da série de que gostei tanto ano passado – juntando investigação, humor, um tiquinho de “dá pra ser feliz” ao final do dia para dormir de coração quentinho.

P.S. Pena que tudo isso tenha tirado o brilho de um caso bem montado, com direito a muitos segredos familiares e virada ao final.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários


  1. Creio que a série perdeu um pouco o brilho nesse episódio pois o melhor da série era o relacionamento da Laura com a família é isso não foi nem mostrado, parece até que ela não tinha filhos. Uma pena

    Responder

  2. Não sabia que a série foi cancelada. Gostava dela. Acho a Laura ótima, os 2 colegas funcionam muito bem juntos, e o ex é muito gato. Pena.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *