Chicago PD: In a Duffel Bag (3×20)

Aqui entre nós a cena inicial de In a Duffel Bag foi de virar estômago, quem sabe até fazer com que alguém deixe de assistir ao restante dele. Uma abertura que garante que o episódio será daqueles em que cada membro da equipe se dedicará em dobro para descobrir a verdade por trás daquele bebê abandonado.

Uma verdade que incluía uma mãe mais preocupada com sua própria “reputação” do que com a felicidade de sua filha, uma parteira tentando ajudar como podia e um casal tentando proteger seu filho. Tirando a mãe da garota, cuja prisão me deu tanto prazer quanto deu para Lindsey, todos os demais personagens desta história foram vítimas e eu ficaria feliz tanto se o bebê ficasse com sua mãe verdadeira como com o casal que o adotou e tentou proteger seu filho.

Falando no casal: quem mais teve dèjá vú e lembrou do episódio em que Grissom e Brass encontravam uma criança morta e depois descobriam que ela foi morta por acidente pelo irmão e que os pais acabaram por criarem toda uma história de sequestro para esconder o ocorrido?

Pelo menos aqui o desfecho foi bem mais feliz: o bebê na verdade não estava morto, por conta do frio quando seu irmão mais velho o levou para fora de casa para ver o eclipse seu coração e respiração haviam ficado imperceptíveis, mas o retorno a temperatura normal o trouxe de volta a via – quase choro junto com Burgess!

Caso resolvido mais um momento aquece o coração: o que foi Voight com o neto? <3 <3 <3

Chicago PD In a Duffel Bag  s03e20 3x20

P.S. Nossa, já estava com saudades, mas confesso que foi um pouquinho demorado para eu voltar a me localizar aonde estamos, não que isto tenha atrapalhada de qualquer forma curtir este episódio, apenas deu uma sensação de que é uma nova temporada quando não é 😛

P.S. do P.S. Ainda não sei o que pensar de Burgess e Roman…

P.S. do P.S. do P.S. Quem mais queria ter visto a Platt se casando, heim? Heim?

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *