The Mysteries Of Laura: The Mystery of the Art Ace (1×07)

E de repente o Billy sumiu sem grandes explicações. Sim, eu sei que o parceiro de Laura fica devendo em todo episódio, faltando aquele Q que o colocaria no mesmo nível da parceira, ainda assim foi estranho ele simplesmente ser descartado sem maiores explicações.

Do outro lado, sem Billy por perto, Jake deixa a sala de capitão e vai para rua como parceiro da ex-esposa, numa estranha decisão de roteiro. Só não reclamo porque Josh Lucas, o ator que interpreta o papel, tem muita química com Debra e ainda entrega uma performance melhor que Billy como parceiro dela.

Ainda assim, o show é totalmente da Laura, seja naqueles momentos em que a gente se identifica absurdamente com sua mãe que canta alto no carro ao deixar os filhos na escola, enquanto fica inconformada pelo fato do tempo ter passado e ela não ser mais uma jovem que bebe cervejas na faculdade, como naqueles em que ela precisa descobrir a verdade sobre o crime que estão investigando, aquele momento em que ela parece ter uma lampadinha sobre a cabeça que acende quando ela encontra a resposta.

Momentos que, desculpem-me a repetição, me lembram muito de Psych.

Além do fato dela sempre ter aquela frase certa no momento certo, por exemplo lembrando que um pino de boliche coberto de espelhos simplesmente não venderia para ninguém.

De brinde, o aparecimento do pai de Laura. Que não poderia ser um pai qualquer, afinal ele é o pai da Laura, não é mesmo?

The Mysteries of Laura

 

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta