Chicago PD: Thirty Balloons (1×5)

É, as coisas andam ficando um tanto mais complicadas para Voight, que até este momento não decidiu se entrega ou não entrega Maurice, se se livra dos Assuntos Internos ou se fica com os cinco mil por semana…

Chicago PD: Thirty Balloons (1x5)

Ou se foca no filho problemático, Justin dispara todos os alarmes de encrenca por onde passa, ou na filha que costuma partir corações e que avançou uma casa no clima com o parceiro – e eu a entendo perfeitamente…

A questão é que Lindsey acha que pode dar um jeito no Justin e eu tenho certeza que vai sofrer por isso – seja por ficar no meio do fogo cruzado, seja por ter seu “irmão caçula” partindo seu coração..

Outra relação difícil é a de Olinsky e Ruzek. Tem horas que eu fico achando que Olinsky se vê demais no novato e por conta disso sofre a cada mancada do novato. O duro é que falamos de dois cabeças duras, então o aprendizado vai ser bem mais difícil do que deveria.

Agora, problemas a parte, mais um episódio que entregou um belo caso, dessa vez ligado ao tráfico de drogas e que chegou à equipe pelas mãos da dupla Atwater e Burgess – olha eu cada vez mais apegada com esses dois – ao confrontarem uma moça aparentemente insana, em cujo estômago uma camisinha cheia de cocaína havia explodido.

Sério, as pessoas são capazes das coisas mais estúpidas por causa de dinheiro, não é não?

E esse não foi o único sucesso da dupla no episódio: conseguiram resolver muito bem o caso de furto no mercadinho, arrasando com o senhor “pagador de impostos” e ainda ajudaram o pessoal da Inteligência a colocar os traficantes na cadeia.

Com destaque para Burgess: quando ela fala de “policias de verdade” ela ganhou o posto de personagem favorita.

P.S. Voight pode até ficar triste, mas eu realmente preferiria ver Justin de volta na cadeia ou pior.

P.S. do P.S. Adorei Voight falando que estava preocupado com o Jay e não com a Erin, ainda que ele só estivesse disfarçando o ciúme.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

3 Comentários


  1. Eu gosto do Justin. Eu passei o episódio roendo os dedos de preocupação, achando que ele vai ferrar tudo para si mesmo.

    Acho Atwater e Burgess fantásticos. Muito legal quando temos uniformizados com destaque, com personalidade, com história, e sendo tão gostáveis.

    Responder

  2. O Olinsky parece o protetor do Ruzek, sabe aquela pessoa que te coloca embaixo das asas, te acolhe, ensina e quando necessário puxa a orelha. Tenho a impressão que o relacionamento deles vai ser desse jeito. Tipo Bob pai e Bob filho.

    Amor pela dupla Atwater e Burgess.

    Não sei se tô forçando, mas até a Sophia Bush poderia interpretar a Liz (Blacklist), ou não?

    Responder

Deixe uma resposta