Grey’s Anatomy: We Are Never Ever Getting Back Together e Everything I Try to Do, Nothing Seems to Turn Out Right (10×22 e 10×23)

Grey's Anatomy We Are Never Ever Getting Back Together 10x22 s10e22 cristina burke

We Are Never Ever Getting Back Together foi aquele episódio que saiu na vantagem porque minha expectativa era incrivelmente baixa. Mas ele nem precisava disso: foi um episódio lindo, a altura da personagem que Cristina sempre foi. Que respeitou toda a trajetória dela e a amizade dela com Meredith.

E que, de bônus, nos contou dos caminhos de Burke depois de deixar Cristina no altar – parte da minha expectativa baixa é porque eu achava que ia rolar mais um “futuro alternativo” da Cristina e isso já tinha me deixado possessa o bastante.

Ao invés disso, ao invés da revolta por ter perdido o prêmio, ao invés da tristeza, um caminho inteiramente novo e que permitirá não somente que a médica faça diferença, como ainda uma visita ou outra ao velho hospital.

Precisamos reconhecer que os diálogos entre Burke e Cristina foram muito bem pensados, assim como a proposta para que ela continue com o trabalho dele enquanto ele segue em diante com a esposa. Não perdemos tempo com desculpas ou explicações que na verdade não existem, nem com um replay que não teria como caber aqui.

E foi interessante sim comparar Burke e Owen, os dois amores impossíveis de Cristina. O primeiro a admira pelo que ela é e não mudaria nada, mesmo que para não mudar nada ele não possa ficar com ela. O segundo, ainda que a admire, e ainda que sacrificasse seus maiores sonhos por ela, talvez se sentisse eternamente em segundo lugar, inseguro quanto ao que fez, ao que escolheu.

Mais que tudo, tratar essa passagem, essa evolução, sem fazer drama, com mesmo a Meredith entendendo a partida, foi um presente que Shonda não está acostumada a nos dar.

Enquanto isso lá em Seattle: a dupla de irmãos bonitos e médicos – amei o comentário da Amy – tem de operar duas gêmeas siamesas, com um resultado bastante triste, mas trazendo uma dinâmica bem legal para a série, seja por Amy+Derek seja por Amy+Meredith.

E já que ela vem, porque não mandar Avery e April para ensolarada Califórnia? Pode ser? Porque se nem casada com aquele homão essa moça consegue ficar menos chata, então nada mais o fará.

Ah, sim, os internos: Murphy vai nos deixar e devo apontar a conversa do Richard com ela como um dos melhores momentos desta série. Mesmo! Porque ele realmente olhou para ela, a enxergou. Os demais? Bom, ainda torço por um final trágico e doloroso para o Ross.

Greys Anatomy Everything I Try to Do, Nothing Seems to Turn Out Right (10x22 e 10x23)

Everything I Try to Do, Nothing Seems to Turn Out Right é o “dia seguinte”, é Cristina preparando as malas, e Owen tentando lidar com isso da melhor forma possível, é Alex fora do hospital e isso me parecendo bastante errado, é Bailey lidando com o dia seguinte depois de ter resolvido dar o remédio de qualquer jeito, é Avery e April lidando com a gravidez inesperada e Callie e Arizona lidando com a não gravidez.

E teve Derek falando de mudar para Washington. Olha, vou te contar: Meredith tem sido uma santa com tanta coisa que seu marido anda inventando nesta temporada, não é mesmo? A gente sabe que eles não vão – iieeei, porque eu quero ver muito os dois e Amelia no hospital por um bom tempo -, então esse é o jeito da Shonda desviar nossa atenção, e da Meredith, da partida iminente de Cristina.

O jeito Shonda de sempre encontrar uma forma de fazer drama.

E teve os internos enlouquecidos pela possibilidade de serem demitidos, com Stephanie agarrando-se à mentira como se fosse salva-vidas e Jo morrendo de urticária. Sobrou para Murphy, mas eu e você preferíamos que sobrasse pro Ross.

E, gente, só tem mais um. Coração apertado por aí?

P.S. Ver Burke “mandando lembranças para Meredith” ou sabendo que “Meredith ainda não me perdoou” foi bônus, né? eu acho que eu nunca consegui medir a falta que ele fez quando deixou a série.

P.S. do P.S. Amy comentando que se falasse a mesma coisa lá na terra dela, entenda aqui Private Practice, ia virar uma conversa interminável foi daquelas coisas que aquecem coração de fã, não é mesmo?

P.S. do P.S. do P.S. Acho que Stephanie é que vai acabar com problemas, porque essa história da Bailey ter colocado o vírus no menino tá boa demais para ser verdade em Shondaland.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

3 Comentários


  1. Simone, está história da Avery e April é tão absurda que não merece nem ser discutida.
    Gostei muito do reconhecimento que a Cristina recebeu , agora só falta a Meredith deixar de viver na sombra do marido. Achei o Derek muito sem noção sobre a ida para Washington. Eu entendo a importância do projeto, mas ele não pode querer que a esposa mude tudo por causa dele.

    Responder

  2. Bah, eu já tinha feito o comentário na minha cabeça, quando vi que esses NÃO foram os últimos. Então, deixa pra lá, pra não dar spoiler. Mas sim, amei esses dois episódios e concordo contigo, foi tudo muito bem colocado pela Shonda (e um pouco de drama faz parte, né).

    Responder

Deixe uma resposta