The Following: Silence (2×14)

E a segunda temporada de The Following chega ao seu final sem perder o ritmo e garantindo fortes emoções. Sim, fortes burradas também, mas vamos combinar que pelo menos nesta temporada elas foram igualmente distribuídas entre FBI, Ryan, Joe e Claire.

Essa, então, merece até um prêmio por sua conquista final: matou Emma e caiu direitinho nas mãos dos Gêmeos do Mau.

the following silence s02e14 2x14 joe mike

Sim, gente, Emma-pentelha nos deu adeus. E todos comemoram, acho que até mesmo Joe, por mais que ele tenha se mostrado todo preocupado dizendo para que a moça nãos e colocasse em perigo para conseguir levar Claire até ele. Na verdade, tenho cá minhas desconfianças de que ele fez todo esse teatrinho justamente para incentivá-la a fazer de tudo e quem sabe morrer no processo.

Mesmo porque, eu não sei nem se ele vai sair vivo daquela igreja, afinal prender a si mesmo com um bando de reféns dentro de uma igreja enchendo todas as saídas de explosivos não me parece um plano do qual se foge no final.

Claro que, tananã, a série foi renovada para uma terceira temporada, o que significa que sim, Joe vai sair vivo de lá, assim como Ryan. Agora, o bom é que, do jeito que as coisas estão, eu não faço ideia de como eles vão conseguir realizar tal feito.

Eu fico imaginando algo como os gêmeos aparecendo na frente da igreja com seu “presentinho”, Ryan cortando a luz e Mike escapando pela lateral, uma porta explodindo e todo mundo perdido. Sei lá, só sei que essa season finale vai ser de pular no sofá.

Ah, sim, tem de falar desse episódio aqui ao invés de especular sobre o futuro, não é? Mas vocês entendem o quanto isso fica difícil quando você está roendo unhas pelo futuro, não é mesmo?

Além do que, o mais importante pode ser resumido assim: Emma morta, Claire refém dos Gêmeos do mau, Joe, Mike e Ryan presos em uma igreja cheia de bombas.

Precisa mesmo falar mais alguma coisa?

P.S. Juro que minha maior decepção será se a Emma não estiver morta, mesmo sabendo que aqui, apesar de nada sobrenatural, isso acontece bastante.

P.S. do P.S. Tanner merece destaque por ter feito exatamente o contrário do que Joe esperava: se matar pelo seu filho. Joe não entende o amor pelo próximo, muito menos entende do que um pai é capaz. talvez por isso ele não saiba que o único instinto capaz de vencer o de sobrevivência é o de proteção à sua prole.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário


  1. Quando o Mike atirou na Lily, eu lembrei do Hannibal falando para Margot: “Quando pessoas boas tiram a vida de pessoas ruins, isso se justifica”. Não achei que ele fosse atirar, afinal é o mocinho; mas lá no fundo foi como um soco no estômago, senti várias coisas:alívio, tristeza, empatia claro que pelo Mike se é que vc me entende…

    Responder

Deixe uma resposta