Unforgettable: Omega Hour (2×11)

A temporada está ficando bem divertida, não acham? Dessa vez com direito a “livre homenagem” a Die Hard e uma visitinha de  Tanya ao escritório de Nova Iorque. Melhor que isso só se ela encontrasse com Jo e Carrie e nos contasse como as coisas andam do outro lado do rio, não é mesmo?

Unforgettable: Omega Hour (2x11)

Principalmente como anda o coração dela, já que eu era tão fã dela com Roe, vocês também? Sim, eu sei, foi legal ver ela e Jay competindo com “seus poderes”, mas eu gosto de casais improváveis.

Já a ação ficou toda por conta de Carrie mesmo, presa no prédio mais seguro de Manhattan entre bandidos e reféns e, eu lhes digo, usando ao máximo de sua memória para conseguir sair daquela arapuca milionária. Como a gente já não tinha ido com a cara do ricaço desde o início era fácil apostar no seu envolvimento com o crime, mesmo assim eu não achei a verdade tão óbvia quanto poderia ser e gostei de como as coisas se desenvolveram.

Agora, o que eu gostei mesmo foi de ver Carrie atirando naquele notebook quando ele estava nos 99%. Carrie salvando o dia!

P.S. O que foi Carrie correndo descalça para abraçar Al, heim? Por que não colocam esses dois juntos de uma vez?

P.S. do P.S. Jo também se saiu muito bem enganando o pessoal, não é mesmo?

P.S. do P.S. do P.S. Ainda bem que ela arrancou aqueles sapatos, cansa ver a mulherada fazendo coisas impossíveis em saltos mais impossíveis ainda!

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários


  1. teve até no final famoso Yippee Ki Yay !!! só ficou faltando o complemento

    Simone zapendo pela internet eu soube que o próximo episódio será finalmente o episódio perdido – o Manhunt

    Responder

Deixe uma resposta