Body Of Proof: Home Invasion (02×16)

body of proof nome invasion 2x16

No “novo” Investigação Discovery temos um programa que fala sobre casos reais em que vizinhos insuspeitos foram revelados como psicopatas de primeira classe. Eu nem penso em assistir a este programa para não ficar com ainda mais medo de viver minha vida, ao mesmo tempo em que eu penso isso não é tão comum.
Quer dizer: quase não tão comum, já que a idéia vive inspirando filmes e series por aí, como nesse episódio de Body Of Proof, em que a investigação do brutal assassinato de um casal nos mostra uma realidade mais brutal ainda.
Sim o fato dos roteiristas ressaltarem a perfeição do pai morto já era um bom indicativo de que boa coisa não se passava entre aquelas quatro paredes, mas nenhum de nós contava com o surgimento de um filho fugido, de que ninguém falava – e aí não tem como não pensar numa conversa com amigos em que se levantou essa questão de que o jeito cada um na sua casa em que vivemos abre espaço para abusos desse tipo, pois se nem conhecemos direito a família ao lado como é que vamos dar por falta de alguém? – e com seu aparecimento é fácil achar que ele era o culpado.
Na verdade, no começo eu estava achando tudo muito parecido com um episódio de CSI NY na ultima temporada, então a dupla virada – o menino não era um vilão e nem o assassino, o vizinho preocupado com o amigo, era – foi uma grata surpresa.
Uma história adequadamente amarrada resultando num ótimo episódio – eu disse que essa temporada era estilo montanha russa né?
P.S. Aí, se o moço fala pra você “é com você!” e ele é lindo E tem sotaque britânico, bem, você só agradece a Deus e vive a vida!!!
P.S. do P.S. Pobre Lacey, seu coração ainda será partido outras vezes.
P.S. do P.S. do P.S. Curtis como chefe foi divertido, agora nega, né?
P.S. do P.S. do P.S. do P.S? Gostei da forma como Megan se comportou o caso, confiando em Kate, mas não perdendo o foco no resultado.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta