The Good Wife: Ham Sandwich (02×17)

Pô Kalinda, dormir com o Peter? Até você? Agora, eu e você, imaginemos Alicia descobrindo isso. Justo aquela que é sua única amiga hoje – porque se tem algo que Alicia já percebeu e é pura verdade é que ela é sozinha, não tem amigos, não os tinha quando as coisas eram diferentes do que são hoje, ela tem apenas Kalinda para dividir os problemas.

E eu sei que Kalinda se arrepende muito, porque os olhos delas mostraram isso muito bem quando Blake joga o segredo na cara dela. Melhor seria ela contar de uma vez, apesar de eu achar que não existe muita esperança para a amizade das duas com isso.

Parte sem graça: jura que ela trocou de nome só por estar entediada? Não pode ser verdade. E o homem que telefonava para ela e do qual ela fugia? Acho que Blake pode ser muito mal, mas talvez não tão bom detetive.

Parte interessante: Will bundão tem um segredo em seu passado? Juro, acho-o incapaz de fazer maldades verdadeiras, ele é o tipo que quer ser esperto,  mas foge quando a coisa complica. Então é estranho imaginar que ele tenha roubado algo. Mas, dizem por aí, o crime do colarinho branco é o crime dos covardes.

Lição do dia: se fizer algo errado, limpe sozinho. Se você pedir a alguém para que lhe ajude é provável que essa pessoa, bem pior que você, venha lhe assombrar depois com a ameaça de revelar seu segredo.

Com tanta coisa acontecendo em paralelo, ainda tivemos tempo de ver Alicia defendendo Bishop em seu processo de divórcio, se compadecendo dele e de sua atenção com o filho, para acabar com cara de tacho ao descobrir que ele matou a esposa depois de ter sido “curado de amor”. Acho que o caso surgiu apenas para mostrar que, ao contrário do que Will e Diane pensam, nem tudo ficou bem no escritório, já que eles continuam dependendo de dinheiro de gente não tão gente boa.

Finalizando: alguém dá uma doença terminal para a Grace PELAMORDEDEUS ? O menina mala!!

Ah, e não podia esquecer!! Melhor cena: Eli abaixando a calça para o carinha!! SENSACIONAL!!!

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

3 Comentários


  1. “alguém dá uma doença terminal para a Grace PELAMORDEDEUS ? O menina mala!!”
    Hahahahahahaha! Pensei EXATAMENTE isso quando assisti a “discussão” dela com o pastor. Até a cara dela dá sono, tadinha.

    A Kalinda não tá fugindo de um marido maluco? Foi o que eu entendi… Mas tudo bem, eu assisto na base do durmo/acordo/durmo/acordo que é uma beleza – e nos fins de semana acordo/durmo/acordo/durmo pra preencher o que eu perdi durante a semana 🙂

    Responder

  2. Os dois filhos da Alicia, mais a supermala da Jackie, são superchatésimos!!! A Alicia sofre, pobrezinha!

    Responder

  3. Sobre os filhos são pura mala, concordo, mas penso que puxaram para a mãe que é tão flexível e talentosa quanto um cabideiro.

    Eli mostrou as calças abaixadas? devo ter cochilado nessa hora… que pena. Adoro o ator e acho que são muito ricas as cenas que ele aparece. É impressão minha ou ele aparece mais que PEter? e olha que o maridão tb tem talento (na série, todos tem talento, exceto Alícia e filhotes bombons de alho).

    Adoro Kalinda e todo o mistério que a cerca. Transar com Peter, na boa, ela não tem o perfil que lhe chamaria sua atenção ou então ele é realmente doente e traça tudo e qualquer coisa que use saias (inclusive travesti rrss).

    Responder

Deixe uma resposta