Blue Bloods: What You See (01×05)

Então que eu publiquei o texto sobre o episódio 03 de Blue Bloods e a Cleide, leitora fiel aqui do blog, veio me contar que 0 LIV havia invertido a ordem de exibição, sem explicação possível, e havia transmitido o episódio 05 desta primeira temporada. Ontem, dia de reprises o canal novamente exibiu este episódio e eu já mandei a pergunta para o pessoal da assessoria, quem sabe existe uma explicação diferente de “o estagiário trocou as fitas”.

What You See é um excelente episódio e como trata de forma quase que exclusiva do “caso da noite”, sem vermos fatos relacionados a investigação sobre os templários e sem muita coisa sobre a família Reagan, ele acabou não sendo muito prejudicado pela inversão de exibição.

O foco em uma ameaça terrorista é trazido a tona e funciona bem – na verdade eu ainda estou longe de me cansar da forma como os americanos focam no pós 11.09 – e Danny novamente é a estrela da noite, conseguindo encontrar a responsável pelo atentado e a impedindo de explodir uma bomba em um parque da cidade.

O que não ficou muito claro para mim é se era o mesmo parque em que a esposa dele, Linda, estava com os dois filhos. Mas a atuação dele foi de novo irrepreensível e, usando das palavras da Cleide, tenho adorado essa versão dele para o herói americano que é capaz de tudo para salvar o país, uma nova versão de Jack Bauer.

Um Jack Bauer que encerra o dia com uma pizza em família. Adorei o fato de Linda chegar sem saber de nada, a família rindo, o agradecimento de Frank por todos estarem bem, o menino de Danny correndo para a sala. Tudo tão familiar e, por isso mesmo, tão bom.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

6 Comentários


  1. me emocionei lendo este review
    *_*

    se fiquei orfã de Jack Bauer agora tenho o Danny tão impecável em seu personagem que me deixa em situações de pular da cadeira e beijar o monitor só por ele

    olha nem imagino a angustia que deve ser o nova-iorquino depois do 11/09 pois a coisa ficou feia mesma, e as versões que sempre irão surgir sobre este fato são emocionantes

    confesso que o que me leva sempre a ver e sempre adorar esta série é o fato de que na minha vida real eu deseje tanto que pessoas como os Reagans e policiais como estes de NY pudessem realmente existir para dar um tranquilidade a minha cidade maravilhosa que está tão abandonada a bandidos como a Erin ainda irá falar …. shiii já comecei o spoiler

    beijos Si

    Responder

  2. A série é minha nova paixão. Acho que já disseram isso, mas o que menos interessa é a tal investigação sobre os templários, sei lá, pode vir a ficar interessante, mas por enquanto, é uma bobagem que só deixa a série arrastada quando aparecem os tais agentes do FBI.

    Responder

    1. Eu não acho que a tal investigação faça diferença mesmo, mas as vezes eu acho que é por culpa do Will Estes: acho o personagem dele tão fraquinho. Por minha só tinha Danny Danny Danny

      Responder

  3. Eu também adorroo Blue Bloods. Adoro como os conflitos familiares são desenvolvidos a partir de casos políciais. É bem interessante.
    Para mim, a investigação dos templários é quase o fio condutor da série. Por isso, eu gosto bastante desta parte… Acho (achismo puro) que a trama se desenrolará melhor nos últimos episódios, espero eu, da temporada.

    PS: Tenho que comentar, pois ri muito quando li o comentário sobre a diferença de altura entre pai e filhos (Frank, Danny e Jamie) . Meu pai tem 1,75 e o meu avô tinha quase 1,90. Isso é normal! rsrrs Mas é estranho mesmo…rsrrsrs

    Responder

Deixe uma resposta