Dia Internacional da Mulher

PARA LER EM VOZ ALTA

A cada 2 minutos.

A cada 2 minutos.

A cada 2 minutos.

Neste momento, em que você está lendo em voz alta, se ficar com os ouvidos alertas, ouvirá o grito de cinco mulheres. Elas nem te conhecem. Nem ao certo concordarão com as reivindicações que fizeram com que você chegasse a este texto.

Mas saiba: a cada dois minutos, cinco mulheres são violentamente espancadas neste país.

A cada 4 bebês que nascem neste país, 1 teve sua mãe agredida durante o parto. Será você um desses quatro?

E agora o que se recebe? Uma promoção para cortar cabelo. Uma flor no supermercado. Teu namorado não veio dizer que este é o teu dia, enquanto no resto do ano, todos os dias são dele? Não ouviu essas cinco mulheres que gritam? Tem certeza? Então, pare. Respire fundo.

Gênero não é apenas um atributo de mulher. Homem tem gênero também.

Escuta o invisível. E tenha certeza que, no enfrentar do quem lava a louça suja depois do jantar, podem começar as minúsculas e as enormes mudanças.

Texto lindo de Ana Rusche, mulher, poetisa, pedalina.

Ilustração de Adams Carvalho.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta