Fringe: Bad Dreams (01×17)

Fringe S01E17 Bad Dreams

Ao que parece Fringe realmente encontrou seu caminho na segunda metade desta temporada e consegue entregar uma bela sequência de episódios – que nem parece sequência depois da Warner resolver não exibir por seriado por mais de um mês.

Eu realmente gostei de Bad Dreams e, apesar de diferentes em forma, acho-o muito semelhante a Unleashed, o episódio anterior. Diferenças na forma: aqui temos um thriller psicológico, lá algo mais próximo do medo mais básico dos monstros que imaginamos. Em ambos temos uma Olivia bem mais humana e temos mais segredos de Walter sendo decifrados – são sempre dele as melhores frase, não é mesmo?

Eu assisti a este episódio por duas vezes, da primeira eu não consigo esquecer a tensão que ia crescendo a medida que a mãe suicida canta sua canção com elefantes e desce os degraus da escada da estação de metrô. A mistura das frases entrecortadas pelo barulho da roda batendo nos degraus é de deixar qualquer um nervoso.

E Olivia, a despeito da atriz ainda ter que trabalhar bastante, foi por demais convincente em suas cenas no lugar de Nick. Até a verdade ser descoberta – seu vínculo com Nick no passado por causa do estudo realizado por Willian Bell – eu não conseguia saber ao certo porque Olivia tinha aqueles sonhos, apesar de considerar a idéia de que ela fosse assassina tão absurda quando Peter.

O duro é pensar em tudo do que Olivia não se lembra, do que ainda não foi acordado. A fita que Walter coloca no finalzinho do episódio seria um indicativo de que ela também tem algum tipo de poder escondido? Que teria causado algo de terrível quando Willian lhe magoou?

Será que Walter já se lembrava de tudo isso, mas não associava o que ele lembrava a pessoa de Olivia? Ao que parece, como Peter bem citou, ele não está contando tudo. A questão verdadeira é: até quando. Não acho que Walter tenha todas as respostas, mas ele pode colocar Olivia no caminho certo.

E o fato mais importante é que tivemos algo de definitivo aqui: não existe mais dúvida de que Willian Bell e Walter Bishop estão diretamente ligados ao manifesto ZFT e aos testes realizados com Olivia. E isso nos dá toda uma nova perspectiva.

E alguém mais prestou atenção aos dois momentos em que Olivia olha para os armários, primeiro o dela e depois o do Nick? Eu confesso que só prestei atenção na segunda vez em que assisti ao episódio, ao fato dos dois armários só terem roupas pretas e cinzas.

E, mais uma vez, o Observador nem disfarçou sua presença, passando próximo do prédio no qual Nick subiu, junto de seus seguidores. Achei super impactante quando Olivia subiu também no terraço e vai andando, enquanto a câmera vai rodando mostrando cada um dos possíveis suicidas.

Fringe S01E17 Bad Dreams Observador Observer

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta