Criminal Minds: Mirror Image (12×07)

“Um irmão pode ser o guardião de nossa identidade, a unica pessoa com a chave para o nosso mais desconhecido, mais fundamental eu.”  – Marian Sandmaier

Eu confesso que não esperava o retorno tão rápido de nosso Senhor Scratch, ainda mais considerando que ele é a justificativa da saída de Hotch e na minha cabeça o momento em que ele será pego significa que Hotch fica sem motivo para ficar longe… Será que eles vão ficar trazendo o assassino a cada três episódios da temporada sem conseguir pegá-lo?

Espero que não: um ou dois episódios bem pessoais envolvendo Scratch, ok. Dez episódios dele enganando o pessoal da equipe, nem tanto. Não somente para eles não parecerem tolos, mas porque existe uma dificuldade daquelas em você manter um vilão convincentemente desafiante – nem vou citar o péssimo trabalho dos roteiristas de Bones com isso.

Mirror Image foi o primeiro e funcionou. Ainda que eu tenha achado muito louca essa ideia do irmão de Tara simplesmente ser substituído por outra pessoa que sabia absolutamente tudo dele, até aquele segredo que eu não consigo ver o irmão dela contando a ninguém, mesmo sob tortura. (Lembram quando eu falei sobre o risco do exagero? Acho que as perguntas tão pessoais de Tara foram um exemplo disso)

Pode ser louco, mas o desafio para a equipe funcionou e eu realmente gostei de vê-los desvendando cada passo que o Scratch queria que eles dessem… Mas fiquei com a impressão de que ele também sabia que eles decifrariam a questão das moscas e que talvez ele continue um passo a frente, ou seja, ele não os queria mortos mesmo.

Só que ele realmente irritou a Prentiss e foi delicioso vê-la falando que ele não vai fazer merda com a equipe dela, não no turno dela.

P.S. Não, não gostei da Garcia sendo retratada como uma fofoqueira. Não imagino alguém mais leal.

P.S. do P.S. Ops, tem agente novo chegando no próximo episódio? Bom, quem sabe assim a Garcia larga do pé do Alvarez.

 

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *