Grey’s Anatomy: Falling Slowly (13×04)

Como é mesmo o refrão da música brega dos anos 80 mais lembrada nestes últimos tempos? “Não está sendo fácil….”

E não está mesmo: com duas tramas insuportáveis ocupando bastante de cada episódio e com personagens que eu não suporto aqui e ali nos resta respirar fundo e pensar que já estivemos neste ponto antes e nos recuperamos.

Quando o assunto é a disputa de Karev e DeLucca a coisa não tem nada que funcione: Karev sendo acusado por todos e sem ninguém para dizer que é razoável defender sua namorada; Maggie que simplesmente não passa perto do homem que, até dias atrás, ela dizia amar; Jo que não fala coisa com coisa, que não pensa por um minuto sequer no que Karev está passando, que não é capaz de ter qualquer empatia pelo homem que ela dizia amar quando ele é obrigado a chamar um residente para fazer o trabalho que ele sabe fazer muito bem.

Estou vendo nos próximos episódios Jo e DeLucca acabando juntos e, por mim, os dois poderiam escolher outro hospital para seguir com suas vidas, só para eu não ter que vê-los nunca nunca nunca mais.

Ah, e alguém me explica por que Richard simplesmente não jogou na cara da guria que quem fez o diagnóstico super difícil foi justamente o médico que ela estava xingando? Porque eu entendo o Alex não querendo irritar mais a guria e pedindo ao Richard que fale com ela, mas não entendo porque ele precisava ficar com os louros da descoberta.

Aí temos o triângulo amoroso que não é triângulo amoroso porque a verdade é que a Maggie só está se sentindo sozinha e me dá nos nervos a Meredith não ser verdadeira com a moça a esta altura do campeonato.

O que sobrou então?

Sobrou uma conversa entre Amelia e Hunt sendo o melhor momento do episódio todo. Isso mesmo, os dois falando ali de seus passados com uma promessa de um futuro diferente, melhor, foi a única coisa que realmente acabou valendo a pena. Valeu a pena por dois minutos.

P.S. Tá, ver eles juntos comendo naquele quarto da clínica também foi legal.

P.S. do P.S. Tá, Meredith e Karev são muitos legais sempre.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *