Chicago Med: Extreme Measures (2×05)

Pobre Halstead, quase acaba de vez com a carreira ao tomar uma decisão difícil, mas dessa vez ele não tinha qualquer culpa. Confesso que fiquei até meio passada dele acabar sendo responsabilizado pela eventual paraplegia do paciente sendo que ele apenas tentou salvá-lo depois de Noah abrir um buraco na garganta do cara sem ter um tubo que fosse adequado para o que ele ia fazer.

Como ninguém brigou com o Noah? Eu perdi algum pedaço do episódio, foi?

Como ninguém lembrou de brigar com ele, que pelo menos o susto que ele levou – porque se o paciente morresse ou ficasse paraplégico é provável que alguém lembrasse de que ele abriu o buraco em primeiro lugar – sirva para que ele deixe de ser esse personagem insuportável cuja utilidade a gente simplesmente não consegue achar.

O que aconteceu com o Halstead, na verdade. Depois de eu querer que ele arrumasse um novo emprego em Boston – porque não temos nenhuma série médica por lá -, me vejo defendendo-o, afinal o que ele podia fazer naquelas circunstâncias? Deixar que o cara sangrasse até a morte? Will fez o que tinha de fazer, o problema é que o passado ainda está logo ali assombrando, então é claro que ele ficou desesperado.

Além do que, mesmo tendo sido um chato na temporada passada, ele sempre quer fazer o melhor pelo paciente. O momento em que ele sai do quarto para chorar demonstrou o quanto ele estava aflito e desta vez não era simplesmente por caso do que aconteceria com o futuro dele.

Chicago Med - Season 2 - Extreme Measures 2x05 s02e05

E fiquei feliz do Connor não exagerar na reação quando eles chegaram ao hospital também. Gosto muito do personagem, mas sempre morro de medo deles transformarem-no em um arrogante metido a qualquer momento só porque ele agora é um cirurgião cardíaco.

Na verdade desta vez ele esteve bem longe disso, primeiro por não exagerar com Will, depois por dar uma força para a Sharon. Por mais que meses tenham se passado desde que o marido dela a deixou, mas o momento em que se aceita que uma separação é definitiva dói de novo. Às vezes dói até mais. Espero que ela apenas fique bem agora – e que a aproximação do ex-marido dela de Charles não signifique que ele vai se arrepender porque descobriu estar a beira da morte.

Falando de Choi: o novo namorado da Natalie passou do ponto, na verdade já o vejo enfrentando algumas dificuldades futuras porque ele pode ser muito experiente em muitas outras coisas, mas é apenas um estudante de medicina aqui e vai precisar se conformar com isso, mas a reação violenta de Choi não combina muito com o personagem, preferi quando ele disse que Jeff podia errar, mas acho que faltou um pouco mais ali também.

Claro que os melhores momentos sobram sempre para nosso querido doutros Charles, não é mesmo? Melhores momentos e melhores frase:

“People think sex is a touchy subject. Believe me, money is a lot touchier.” – Daniel Charles

“Pessoas pensando que sexo é um assunto delicado. Acredite em mim, dinheiro é muito mais delicado.”

É a ele que Choi recorre quando desconfia de que uma paciente está em depressão. E é ele que identifica que ela tem comido ração de gato – olha, só sei que aqui no Brasil se você quiser economizar, ração de gato ou cachorro não é uma boa alternativa – e que ela talvez apenas esteja tendo dificuldades para lidar com a falta de dinheiro.

Depois do toque de Charles, Choi se aproxima da vizinha da paciente tentando arrumar as coisas, algo que é a cara dele, muito mais que a reação de que eu falei mais acima. E fiquei feliz de ver que a amiga quis ajudá-la de verdade.

 

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *