Bates Motel: Goodnight, Mother (4×02)

 

Pessoas, não sei vocês, mas eu estou começando a ter medo de não chegar ao final de Bates Motel – que termina na próxima temporada.

Não, isto não é uma reclamação, nem a série desandou nem nada, é só que a Simone aqui tem o estomago meio fraco para suspense extremo, ainda que se diga fã de Hitchcock e eu não sei quantos destes episódios eu sou capaz de suportar em seguida. Maratonas de Bates Motel estão fora de questão, disto eu tenho certeza.

Eu passei o episódio completamente aflita pela ideia de que Norman pudesse matar a própria mãe. E as cenas em que ele se via matando a mãe de Emma, mas pensando que era sua mãe que o estava fazendo não ajudaram, ahhh, não ajudaram não. Na verdade se eu fosse a Norma eu teria saído correndo como louca assim que Romero me dissesse que os papéis do hospício estavam chegando no fax do motel… Acho que na verdade eu teria corrido antes.

Sinto que não estou conseguindo ser séria o bastante e transmitir o tanto de aflição que eu senti,

Bates Motel Goodnigh Mother 4x02 s04e02

A grande verdade é que agora Norman foi tomado pela doença e não consegue mais separar o que é ilusão e o que é verdade a ponto dele até mesmo ver seu pai lhe dizendo que foi sua mãe que o matou.

E eu nem ao menos posso imaginar tudo que passa pela cabeça da Norma ao perceber quantos, QUANTOS, erros ela cometeu ao não levar a sério a doença do filho ou ignorar todos os sinais de que as coisas poderiam apenas piorar dia a dia. No meio dessa bagunça toda o que eu espero é que ela perceba que Romero é alguém com quem ela pode contar e pare de esconder as coisas dele e se proteja.

(Diz ela, que sabe o final dessa história, mas fez a besteira de se apegar aos personagens)

Falando em apego: já sofrendo por Dylan e Emma. Adoro Dylan, mas não sei se ele vai encontrar um caminho para si sem ser com a maconha e fico cada vez mais receosa com o pai dela.

P.S. Quase não chego ao final do episódio com aquela cena do Norman e Norma no porão.

P.S. do P.S. Eu não tenho palavras para descrever o que Vera e Freddie fizeram em cena. U-A-U!

 

 

 

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

4 Comentários


  1. Aflitivo esse episódio, pura tensão !

    Medo só de pensar em ficar na companhia do Norman, e Norma está num beca sem volta.

    Já estava com medo do Norman na temporada passada, e agora nesta temporada é só tensão a cada suspiro !

    Ahhhhh … não machuca o Dylan não :/

    Responder

  2. Excelente série, daquelas que a assiste com um olho aberto e outro escondido atrás da mão.

    Responder

  3. O comentário de vocês, me lembrou um vídeo de um cachorrinho assistindo Invocação do Mal. Foi igualzinho o que eu fiz, escondia o rosto na almofada, durante o episódio de Bates.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *