Supernatural: Inside Man e Book of the Damned (10×17 e 10×18)

Inside Man perde pontos porque trouxeram o Metraton. Ganha pontos porque trouxeram o Bobby. E, claro, trazer o Bobby ganha muito mais pontos do que os que foram perdidos, né?

Além disso, a trama do episódio teve outros vários acertos: ver Bobby lá na sua salinha, ouvindo sua música e lendo clássicos, não poderia imaginar outro paraíso para ele. Aí descobrimos que cada um tem “sua salinha” no céu, seu próprio paraíso. Como não adorar estas interpretações?

Bobby, fazendo o papel que o título do episódio menciona, ajuda Sam e Castiel a tirarem o anjo mala do céu, ainda em uma busca de uma solução para a marca de Caim, mas é o encontro de Dean com Rowena – eu ri tanto quando ela conta que é mãe do Crowley e o Dean perde o rumo – que dá uma pista do que eles terão de fazer.

Supernatural Inside Man e The Book Of Danmed 10x17 e 10x18 s10e17 e s10e18

E o caminho aberto por esta pista veio logo no episódio seguinte, Book of the Damned, com Charlie de volta trazendo um livro que tem todas as maldições do mundo.

O livro vira o centro do episódio, com a tal família perseguindo Charlie e depois os Winchesters, e também traz uma nova importância para Rowena, a quem Sam resolve recorrer depois de ter mentido para Dean sobre queimar o negócio.

E não foi só isso: alguém mais ficou com a pulga atrás da orelha depois quando Metatron e depois Sam relembram Lúcifer? Metraton joga a bola de que este saberia retirar a marca e Sam conta a Charlie sobre a história de Dean não ter deixado ele se perder, impedindo assim que o inferno fosse fechado em definitivo.

Ah, claro, Sam mentindo para o Dean.  A gente já sabe que não tem como isso dar certo, não é verdade?

P.S. Ah, pobre Rowena, ela acha que pode separar Dean e Crowley assim fácil?

P.S. do P.S. Charlie conhecendo Castiel: muito amor. Fiquem os dois, por favor!

P.S. do P.S. do P.S. Metatron fugiu, mas pelo menos Castiel conseguiu sua graça de volta.

P.S. do P.S. do P.S. do P.S. Behind Blue Eyes, d0 The Who, encerra do episódio de maneira perfeita.

No one knows what its like, to be the bad man 

to be the sad man, behind blue eyes

No one knows what its like, to be hated

to be fated, to telling only lies

 

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário


  1. ahhhh … essas trilhas sonoras de SPN me deixam arrepiadas, cantando junto sempre \o/

    Responder

Deixe uma resposta