The Good Wife: Whack-A-Mole e The Decision Tree (5×09 e 5×10)

E chega Damian Boyle, o advogado que amamos odiar. Jason O’Mara foi a melhor escolha possível para o papel de um cara de moral MUITO questionável que o Will resolve considerar um desafio e coloca dentro da LG. Diga-se de passagem: ninguém com menos cara de LG que Damian Boyle.

Do outro lado, sua entrada serviu bem para trazer Kalinda de volta a atenção com uma trama interessante. O único problema é que ou eu me cansei demais da personagem por conta da arrastada trama de seu ex-marido ou eu simplesmente me decepcionei demais com a pequena traição dela ao pessoal da Florrick&Argos.

The Good Wife: Whack-a-mole 5x09 s05e09 alicia will cary diane

Whack-A-Mole foi mais um ótimo episódio mesmo com o gasto com essa parte de Damian x Kalinda  e isso porque se Alicia, Diane e Will são bons lado a lado, são ótimos em lados opostos.

Mas confesso que fiquei mesmo é com medo da realidade que alimenta esses sites em que as pessoas usam mentiras para prejudicar aos outros. Para prejudicar gente que eles não conhecem. E isso é ainda mais assustador quando eu escrevo em um dia em que um maluco comete assassinato e posta fotos no 4chan – sério, jura que esse site existe em nome da “liberdade de expressão”?

Bom, não foi no 4chan que o caso da noite foi inspirado, um outro site famoso mais atrapalhou que ajudou na busca pelos terroristas da maratona de Boston, mas hoje eu só consigo pensar na inutilidade dele.

Outra trama bem legal foi a da Jackie: eu imagino o quanto seria difícil para ela ter passado por cima do que o marido fez, achando ou não que ela devia ter passado por cima, e ver a tal moça agora ser indicada pelo Peter. De novo: ele ia ter economizado bastante confusão se tivesse mantido a indicação da Diane.

P.S. Não somente pela Kalinda, mas Damian não é o tipo de participação especial que queremos que fique para sempre como Elsbeth. Ele é divertido, mas cansativo.

P.S. do P.S.Bem mais fácil para a Diane que para o Will reconhecer o mérito da nova empresa…

the good wife The Decision Tree 5x10 s05e10 will

The Decision Tree foi o episódio perfeito. Por causa dele The Good Wife merece todas as indicações do mundo. Alicia estava sensacional, a virada da história pensada pelo Will versus a história real contada por Alicia foi a melhor que eu vi em muito tempo, e a festa de natal do escritório da Florrick Argos, ahhh, eu ria deliciosamente.

Que esse excesso que confiança que Will quer demonstrar ia acabar fazendo com que ele metesse os pés pelas mãos em suas decisões, a gente já sabia. Damian acaba parecendo o menor destes erros quando a gente vê Will desenhando como ele ia acabar com Alicia, achando que conhece todos os lados da história, e ela o surpreende.

E vendo-o repassar as lembranças em sua mente foi impossível não pensar num livro juvenil que li recentemente, O Teorema Katherine, cuja mensagem final, pelo menos a que ficou para mim, é que o que lembramos de uma história não é exatamente o que aconteceu, afinal foi modificado por tudo que vivemos depois dela também.

E Will e Alicia lembram de seus momentos juntos de forma diferente não somente pelo que viveram depois, mas também pela forma como cada um viveu aquela história. Se a paixão esteve lá o tempo todo, bem, o fato de ter ficado eternamente inacabado, o fato de ter sido preciso Alicia partir porque Will nunca se entregou por inteiro, bem, faz uma diferença enorme.

E a festa da Florrick&Argos? Bom, a cara de Eli quando a loira solta que o nome do bebê será Peter só não foi melhor do que Peter conduzindo tudo para que ele pudesse ir a festa e deixando Eli p da vida. Gente: o  quanto eu amor esses dois?

P.S. O fato de eu não ser time Will não significa que eu não reconheça que Josh arrasa no papel. Na verdade, eu acho que ela arrasa tanto que por isso que eu não consigo apoiar a relação dele com Alicia, porque ele me convence direitinho no papel de rapaz sem coragem o bastante, sempre em cima do muro, esperando que o destino tome a decisão por ele quando o assunto é o amor. Ele devia usar um pouco mais da ousadia profissional dele na vida pessoal.

P.S. do P.S. Clarke Hayden e os detalhes, ah, outro show.

P.S. do P.S. do P.S. Por favor, roteiristas de TV, lembrem-se sempre deste episódio de número 100 quando forem fazer os seus.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

3 Comentários


  1. Adoro seus comentários!!

    Por que a Universal demorou tanto para passar esta temporada e agora passa de dois em dois? É muito ruim! Gosto de maratonas, tudo de uma vez, ou um por semana. Fui adestrada com um episódio por semana!!

    Responder

    1. Oi Ana!! Não sabe como eu te entendo!! Mas semana que vem tem a estreia de Stalker – série muito boa!! – e tudo volta ao normal. E existe bastante chance do canal já emendar a sexta temporada, viu?

      Responder

  2. e a participação da Jordana Spiro ?!?!

    definitivamente eu odeio o Damian Boyle, e não amo odeiá-lo não, simplesmente odeiooooo !

    e olha que eu adoro o Jason O’Mara, apesar do cara ser um pé frio nas séries dele

    Responder

Deixe uma resposta