Perception: Pilot e Faces (1×01 e 1×02)

Eu não dei muito bola para as estreias deste ano, confesso, e é muito provável que isso tenha me ajudado a encontrar boas surpresas – apesar de duas das que gostei estarem a caminho do cancelamento, The Mob Doctor e Emily Owen.

E eu nem tinha lido nada sobre Perception, mas resolvi dar uma chance, afinal era o Eric McCormack, o AXN colocou numa faixa de horário atualmente vaga – as segunda continuam um inferno, não é mesmo? – e ela já tem segunda temporada garantida.

Eric interpreta o doutor Daniel Pierce, um neurocientista e professor que sofre de esquizofrenia. Em função dos efeitos colaterais dos medicamentos ele tenta controlar seus sintomas através de uma rotina regrada, alimentação correta e música clássica (em fitas cassete).

Tudo vai razoavelmente bem até que Kate, uma ex-aluna agora agente do FBI, resolve procurá-lo para que ele preste consultoria em um caso. O quebra-cabeças e as incertezas bastam para que ele comece a conversar com pessoas que não estão lá – com o detalhe de que a gente também não tem muita certeza do que é real e do que é imaginário até que ele consiga confirmar também.

No episódio piloto o caso é o assassinato de um homem cuja esposa assumiu a culpa, mas como Daniel percebe sofre de uma doença em que assumiria culpa de qualquer coisa e ele descobre a verdade juntando peças soltas, que são passadas a ele por um de seus “amigos imaginários”.

No segundo episódio, bem mais amarrado e gostoso de se ver, Daniel ajuda Kate num caso que envolve esposas compradas na Ucrânia. O caso tem mais reviravoltas que o do piloto e eu fiquei ainda mais vendida quando aparece algum “amigo imaginário” do professor, mas peguei rápido que a tal empregada que falava russo estava escondendo algum segredo.

Além disso, Jamie Bamber deu as caras como um novo professor e interesse romântico de Kate. Bom, se Bamber tá lá, eu tô também, simples assim.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

15 Comentários


  1. Amo de paixão a serie e o Daniel é uma coisa linda e mega apaixonante 🙂 na espera da segunda temporada.

    Responder

      1. Ela é muito gostosinha de assistir…….eu “comprei” em um dia toda a temporada e assistir em 3 dias quase direto.

        Responder

  2. Estou gostando muito de Perception. Creio que será uma das boas estréias da temporada.

    Responder

  3. Qual é o horário que passa na tv? Então o Bamber não volta para Body of Proof?

    Responder

    1. Oi Fátima, está passando as quartas as 21h. Bamber na verdade é convidado nas duas, náo é personagem regular. Assim, quanto mais Bamber, melhor.

      Responder

  4. O ELENCO É MARAVILHOSO, ENTRETANTO MAL APROVEITADOS, Jamie Bamber E O QUE FAZ O PARCEIRA DE KATE, ESTÃO COMO FIGURAÇÕES, UMA PENA, POIS AMBOS, ALÉM DE COLÍRIO, ME AGRADAM ATUANDO.

    JÁ ASSISTI TODA A TEMPORADA E CONFESSO QUE SOBRE OS CASOS SEMANAIS, POUCO PRESTO ATENÇÃO, POIS ME DETENHO NO DRAMA PRINCIPAL, ESQUIZOFRENIA.

    OUTRA CONFISSÃO, A MEU VER, DEVERIAM TER ESCOLHIDO OUTRA ATRIZ PRINCIPAL, A GAROTA DA SESSÃO DA TARDE NÃO ME CONVENCE COMO DETETIVE, INVESTGADORA, SEI LÁ O QUE. MUITO ESMIRRADINHA, VOZ ESQUISITINHA, TUDO NO INHA (NOVELA CHEIAS DE CHARME).

    Responder

        1. E eu ia elogiar dizendo que ela é a primeira protagonista policial que anda com sapatos de policial – baixos, bons pra correr. Mas acho que perceberam o quanto ela fica nanica ao lado do profe e tacaram um sapato tão, mas tão alto nela que dá a impressão [ainervoso] que ela vi se estabacar toda vez que desce um degrauzinho [/ainervoso].

          Responder

          1. Tá, a parte do salto eu te dou toda razão do mundo. Entro em pânico com a Becket e aqueles saltos que ela usa, affff

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *