Revenge: Duress (01×11)

UAU! Eu vou dizer pra vocês: Emily pode continuar com a mesma falta de expressão por todos os episódios, mesmo assim eu vou continuar vendo Revenge porque não faltam loucuras para me fazerem vibrar, roer unhas e me agarrar ao sofá.

Primeiro toda essa coisa da Amanda no pedaço, agora que os Grayson sabendo de sua existência e com Tyler jogando o assunto no meio do jantar – ficou claro que Emily não havia contado a história toda pra ela – e com ciúmes do que pode rolar entre Jack e Emily (para fins de entendimento vamos sempre usar os nomes que elas usam, ok?). Eu continuo com aquela sensação de que ela é uma bomba relógio e só consigo pensar no pobre do Jack.

Mas, vejam só: Tyler, o moço que eu odiei desde a primeira aparição, é muito mais pirado do que eu pensava, muito! Fiquei super aflita, primeiro achei que ele ia acertar a cara de bobo do Daniel, depois fiquei com medo de que ele realmente machucasse Nolan (personagem favorito forever), depois que ele acertasse um tiro em alguém naquele jantar (tá, tem meia dúzia ali que ele podia matar que eu nem ligava). Isso sim é jantar de aniversário gente, com emoção para todos os gostos.

A coisa promete: eu já li uns spoilers do que vem pela frente e, bem, esse moço ainda não deu adeus a esse povo chique de Hamptons e depois da amostra do que ele é capaz que tivemos neste episódio, bem, estou super ansiosa para ver o que mais ele vai aprontar.

P.S. Tá, eu fiquei confusa com a informação de que Emily tinha deixado a arma sem balas porque já esperava que o louco aparecesse por lá. Tipo: estava tudo tão bom, pra que exagerar?

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

9 Comentários


  1. Também adoro o Nolan!!!!!!!!!!!!!!! e o Tyler nem de longe lembra o bonzinho de Nikita, difícil acreditar que eh o mesmo autor. e acho que a falta de expressão da Emily eh proposital, para mostrar uma certa distância que, pelo exagero, acaba beirando a psicopatia

    Responder

    1. Bianca: só não acho isso porque a moça tinha a mesma cara em Everwood e em Brothers And Sisters. A diferença é que aqui funciona mesmo, do jeito que vc falou.

      Responder

      1. Eu não via as duas séries, então só posso confiar no seu bom senso

        Responder

  2. ALIÁS, GOSTO TANTO DAS PERFOMANCES DELA QUE JÁ É O TERCEIRO SERIADO QUE ASSISTO COM ELA.

    Responder

  3. ALGUEM SABERIA ME INFORMAR QDO VAI ESTREAR A QUINTA TEMPORADA DE GOSSIP GIRL E A ULTIMA DE ONE TREE HILL, POR FAVOR ?

    Responder

  4. Depois de ler os posts de Revenge até aqui, eu escrevo sobre Emily o seguinte: ela e Madeleine Stowe demoraram a me convencer, nesta série, justamente por causa da falta de expressão facial. Ambas pareciam congeladas. Agora, eu já me acostumei. e, depois, poderia ser pior: Katie Holmes no papel de Emily/Amanda! Quanto à Madeleine, ela está uma atriz “congelada” ótima na pele de Victoria. Quanto a Gabriel Mann, eu já estou ficando ridícula: ele é meu sonho de consumo! Lindo, carismático, elegante, engraçado e, graças a Deus, inquestionavelmente, talentoso. Na primeira temporada, ele ainda me lembra Salsicha, o dono e amigo de Scooby Doo com aquele cabelo meio retrô, meio anos 60. Nolan é um doce! Pena a burrega da Emily/Amanda demorar tanto para perceber! Cara congelada, cérebro congelado!

    Responder

    1. Gabi, confesso que eu ainda perdoo bem a cara da Madeleine, mas acho que o desempenho da Emily (a atriz) fica devendo.

      Agora, Nolan é tudo de bom!!! Choro cada vez que algo acontece com ele, fico inconformada dele acabar como dano colateral dos planos da amiga.

      Responder

Deixe uma resposta