Alcatraz: Clarence Montgomery (01×10)

Esse foi um episódio que acrescentou muito pouco à trama principal – já cansei dessa história de tirar e colocar sangue nos prisioneiros para tentar alguma coisa -, mas de que gostei bastante, a prova de que uma boa história pode rolar em apenas 40 minutos, ter começo, meio e fim e ainda assim ser muito interessante.

E a história de Clarence Montgomery chama a atenção pordois motivos: primeiro pelo fato dele ser um negro em plena época em que as coisas apenas começavam a mudar para os negros, e mesmo dentro de Alcatraz havia o preconceito, depois por ser um homem inocente levado para a ilha. É assustador pensar que ali, eles, os homens da justiça, sabiam ter em mãos um homem inocente.

E ao invés de procurar por justiça, eles apenas resolveram mudar sua mente para que ele se sentisse culpado. Confesso: a cena em que ele é literalmente torturado me causou muitos arrepios. Da mesma forma que me causou arrepios ver a transformação dele no momento em que ele acaba por matar aquele outro preso.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários


  1. História muito interessante, como a maioria. Para mim, o que salva a série é o relato do passado, pois o elenco principal da trama que se passa no presente dá um sono só!!

    Que coisa doida essa de lavagem cerebral transformar cordeiro em lobo…

    Sito que só será esta temporada.

    Responder

    1. Então Libriane, tem hora que eu fico triste com o cancelamento, mas tem hora que eu acho merecido. Este episódio me fez ficar triste. Eu acabo achando que os episódios que centram no “prisioneiro” da vez funcionam bem mais que os que tentam aprofundar a tal mitologia.

      Responder

Deixe uma resposta