Damages: I’m Worried About My Dog (04×07)

Questão da temporada, despercebida até este episódio: Quem é esse menino?

Questão 2 da temporada: em que momento e de que maneira Patty percebeu que poderia conseguir a informação sobre Boorman em seu acordo com uma grande indústria farmacêutica? Sim, pode ter sido o acaso, mas eu ficarei desapontada se for, afinal, estou acostumada com Patty calculando cada pequeno passo seu.

Melhor momento: Ellen e Patty usando a linha telefônica grampeada para marcar um encontro com Boorman. Adorei a cara dele quando se percebe descoberto. Melhor só quando ele percebe que Patty armou sua cama e, diante do risco de realmente ter seu papel denunciado, opta por jogar Erickson aos lobos. Acredito que, por conta disso, veremos uma Erickson ainda não visto. Como se o fato de mandar um rapaz para a morte no Afeganistão tivesse sido só um aperitivo.

Erickson que atravessa o mundo apenas para verificar se ainda resta alguma esperança de que Chris não fique em seu caminho. Por mais que, nesta conversa, fosse o corpo do soldado no chão, não foi Erickson que ganhou a discussão: o rapaz não se entregou. Eu ia gostar muito se ele escapasse de sua sentença de morte e fosse atrás do empresária em sua terra natal.

Chegamos ao último terço da temporada e eu ainda não senti aquele gosto das anteriores, de desespero em ver como as pontas se amarram, de entender o papel de cada um dos flashforwards tem na história real. Na verdade, na maior parte dos episódio, eu já nem presto mais atenção nas mesmas três cenas repetidas a exaustão.

Será que os roteiristas conseguirão me surpreender a ponto de me arrepender de não lembrar delas?

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta