Grey’s Anatomy: Unaccompanied Minor (07×22)

Não foi um episódio evento, mas nem por isso faltou motivo para chorar. Eu, particularmente, gostei das pequenas coisas, dos pequenos detalhes.

Como quando Cristina fala para Karev que ele ferrou com a única pessoa que ficou ao lado dele apesar de tudo. E eu tinha esquecido completamente disso, do quanto Meredith o havia defendido no passado, fosse das confusões em que ele se meteu, seja quando ele teve dúvidas se conseguiria passar na prova para residente, seja quando Izzie teve câncer.

E aí eu fiquei ainda mais chateada com ele e entendi perfeitamente quando ela o manda sair de casa. Um outro lado meu entende também que, no final do dia, ela também já tinha perdoado o que ele tinha feito. Porque essa é a Meredith que passou por um monte de problema, lidou com eles, amadureceu. E ela pode não ter certeza do quanto ela é capaz, mas ela segue em frente e dá um jeito.

Por tudo isso eu gostei que o episódio de final de temporada tenha sido centrado nela.

Outra pequena coisa: Bailey. Bailey que agora tem um filho e que, por conta disso, tem medo de mais coisas. Como ela tão bem definiu para Callie há dois episódios atrás: alguns medos vão embora, outros nunca irão. Ser mãe é isso mesmo. Por isso eu fiquei tão feliz quando ela saiu com seu novo amor, de mãos dadas, para casa. Para ser confortada. Bailey que andou tão sumida nesta temporada e é tão especial.

E Cristina? Sabem o que eu mais gostei nessa história? Quando ela fala para Owen que a questão é muito maior do que quem vai cuidar do bebê. Não dá para ser meia-mãe! Isso mostra o quanto ela é consciente de sua decisão de não ser mãe. Se isso vai mudar? Eu realmente não sei, porque precisamos lembrar que ela já havia engravidado de Burke e o estado em que ela ficou depois que teve o aborto. Não duvido nada de que ela estivesse lembrando disso quando ficou sozinha na casa de Meredith.

E April é a nova chefe dos residentes. E só agora ela se tocou do que isso significa. Apesar de eu entender que a decisão por Meredith seria a mais correta, acho que, no fim, foi melhor ter acontecido assim. Todos já estão acostumados a odiar April.

Finalmente a Teddy sorriu. Só eu que fiquei com a impressão de que ela passou a temporada toda de cara feia? Eu já estava até agradecendo porque ela ia para a Alemanha.

E a espera? Apenas um sobrevivente. A senhora que resolve ficar lá pela menina. Eu chorei muito nessa parte. E achei muito bonito.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

6 Comentários


  1. Também achei bonito, de uma solidariedade que a gente sonha em encontrar se um dia, Deus nos livre, uma tragédia como essa acontecer em nossas vidas…
    Gostei de cada pequeno detalhe desse episódio: da Lexie dizendo que sempre vai amar o Mark mas que quer ser feliz (eu ainda torço por eles), do Avery dando os parabéns pra April, da Bailey indo embora com o namorado (e ele conseguindo vencer as resistências dela), da Meredith com a Zola, da Teddy “caindo a ficha” de que quando a gente ama a gente quer ficar com essa pessoa (e por isso ela sempre voltava pro marido no papel).
    Conseguiram encaixar todos os personagens em um episódio, achei muito bacana.
    E a história da Christina e do Owen pra mim foi mais profunda que Meredith e Derek. Como eu comentei com meu marido, esse impasse de um querer um filho e o outro não é o tipo de situação que todo casal deveria conversar antes de casar. Pq não há como chegar a um meio termo sem um dos dois totalmente abrir mão de seus ideais. Não é como “hoje a gente come pizza, amanhã a gente come sushi”. Então realmente não sei como eles vão resolver a situação…

    Duro é ter que esperar até setembro/outubro pra ver como as histórias vão se desenrolar…

    Responder

    1. Ai Alice, achei bem legal tbm a Lexie, isso mostra o quando ela cresceu né? Eu tbm sempre torci pelos dois, mas acho que não era para ser. Só se a vida virar muito.

      E sim, gravidez é assunto anterior a casamento, já pensou? Mas eles fizeram tudo tão na corrida que acho que nem eles acreditaram chegar tão longe.

      Responder

  2. Então…só ontem consegui assistir ao episodio…e como eu estou a dois episodio sem assistir no começo fiquei confusa e dps morri de raiva do Karev….Como sempre esse personagem tem altos e baixos, as vezes mto bonzinho as vezes mto canalha…e agora ele passou dos limites…
    Porem, preciso dizer que apesar de fazer todo o sentido pra serie a logica seria a Meredith realmente ter sido demitida. O que ela fez foi mto, mto grave e nao acho que apenas uma suspensão resolva o problema ou chame a atenção dela numa proxima vez em que ela se vir numa situação dessas.

    Christina….confesso que fiquei confusa com a historia dela…pode ser pq eu estou gravida e nao consigo me imaginar sem minha filha nesse momento, por esse lado fiquei pessima qnd ela disse que vai tirar o bebê, mas por outro entendi cada sentimento dela. Gerar uma criança sem realmente querer essa criança deve ser algo bem dificil. E como disse a Alice aki em cima, concordo que filhos deve ser assunto a ser discutido antes do casamento, antes que as coisas fiquem insustentaveis.

    O ruim agora é esperar todo esse tempo pra ter conclusões de tudo isso…

    Responder

  3. nossa Si, vc sintetizou tudinho o q senti e q ainda tava bagunçado. tinha gostado, mas lendo e relembrando as cenas (lendo os comentários tbm) deu um plus a mais, gostei mais, muito mais!!!

    eu até fiz um reply dias desses, que queria pra minha vida, alguns relacionamentos que acontecem em GA… tipo quando Cristina chega na casa da Meredith e não ajuda ela com a bebê. ás vezes, dá vontade de ser Cristina, mas nessa temporada, a Meredith tá sendo um tipo de mulher interessante, segura, diferente… não tá aquele non-sense que não sabe o que quer, nem de longe aquela do tipo suicida.

    adorei, relembrar a frase da Lexie no comentário da Alice! favoritei !

    e super torcia pela Teddy, e fico na torcida pela Yang & G.I.Joe. ele vai entender o ‘aborto’ tenho certeza.

    OBS: só eu acho q Callie & Arizona não vingam uma temporada inteira juntas ?

    Responder

    1. Oi Pri,

      Acho que Callie e Arizona já duraram mais que o esperado. Eu acho que seria interessante ver Callie abraçando essa maternidade sozinha, porque continuo com aquela sensação de que ela não sabe o que é amor, mas vive carente.
      Eu acho que Young e Hunt ficam juntos novamente, mas não sei se será com aborto ou se Cristina é que vai avaliar alguma outra coisa.
      Eu nunca sei se sou mais Cristina ou mais meredith, amo demais as duas… Ai, esse papo todo deu uma saudade…

      Responder

      1. Nem me fale, Si!!! Ontem reli o post e os comentários, cada vez dá mais saudade!!!

        Responder

Deixe uma resposta