Medium: Bring Your Daughter To Work Day (07×01)

Se tem algo que eu valorizo demais em seriados “procedurais” são os momentos em que eles não se levam tão a sério. Esse sempre foi o motivo de eu gostar tanto de NCIS e o motivo de eu não reclamar nunca de episódios recheados de referências e bom humor que costumam povoar as temporadas de alguns seriados mais metidos a besta.

Medium sempre teve esses momentos e eu acho que a mudança para a CBS deu mais liberdade ainda aos roteiristas, porque a temporada passada teve isso mais que nas temporadas anteriores e essa já inicia com um episódio nessa linha. Já havia sido ótimo encerrar a temporada sem gancho e com uma sensação de continuidade diferente, mas tão familiar. Porque a vida da gente é mais feita desse tipo de evento que dos demais.

Bring Your Daughter To Work Day foi perfeito. Com o crescimento de Ariel era evidente que Bridge ganharia mais espaço e isso era desejado pela maior parte dos fãs do seriado, que sempre adoraram essa pessoinha de personalidade forte e tão especial – eu olho para ela e lembro da minha filha, briguenta igual e ao mesmo tempo tão meiga.

Tanto Patricia Arquette quanto Maria Lark merecem muito elogios: era tão claro identificar em cada uma os traços da personagem da outra, trejeitos, olhares e a maneira de falar. Ao mesmo tempo, ver Allison tropeçando de salto alto ou Bridge dando bronca em Ariel como a mãe fara… Tá, talvez isso tenha ficado confuso, mas é difícil explicar mesmo, não é?

Joe também merece seu destaque, né? Ele teve momentos gloriosos com suas caras e frases que só ele tem nessas situações que só sua família poderia colocá-lo – “Eu sou eu, isso eu tenho certeza.”

Crime da noite: eu confesso ter ficado de estômago virado com as cenas de “tortura” do mendigo – não, eu não enjôo com Bones ou Fringe, mas não é terrível pensar que alguém seria capaz de fazer o que aquele rapaz fez na vida real?

Ah, não é uma delícia o seriado estreando assim, duas semanas depois de ter estreado nos EUA? Eu adorei! Parabéns para a Sony!

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários


  1. Comecei a ver a temporada ontem. Primeiro episódio muito divertido, humor na medida certa. Amo a família Dubois, inconformada com o cancelamento.

    Responder

Deixe uma resposta