Maysa – Quando Fala O Coração (Capítulo 07)

olympiaparis

Hoje gastei um tempinho da minha terapia falando de Maysa com minha psicóloga (que a adora). Ela não está acompanhando a minissérie, falávamos do quão claro era o fato de que Maysa sofria de transtorno bi-polar, doença que, na época, ainda era chamada de psicose maníaco-depressiva.

Dois fatores foram importantes para que isso acontecesse, talvez um mais que outro: o transtorno só era tratado em casos mais graves e era permitido aos artistas terem tal comportamento, era até mesmo esperado algo assim da parte deles. Acho que o segundo fator foi mais influente neste caso, talvez, em uma família mais “comum”, Maysa tivesse sido tratada.

O sétimo episódio de Maysa como terminou o sexto: Maysa cantando uma música para André em Portugal. Da tristeza absurda que ela sentia, nada restou no jantar com os novos amigos que fez, Miguel e Gabriela.

Maysa ainda volta ao Brasil para buscar o filho e em cenas dos últimos momentos de André podemos ver o quanto este havia se apegado ao pai. Quando Maysa chega em casa o menino assiste à mãe na televisão e chora.

Maysa levaria o filho consigo para a Espanha, mas acabaria por colocá-lo em um internato, mesma infância que ela teve e tinha odiado. Abre parênteses: vocês também sentem aflição olhando pros dentes daquele menino?? Nossa, me dá um desespero! Fecha parênteses.

O interesse de Maysa por Miguel, e a contra-partida, é imediato e evidente, só não sei ao certo se Gabriela já percebeu isso logo de cara. A escolha do ator que faz Miguel foi ótima, ele é realmente um playboy sedutor. E adoro a atriz que faz Gabriela (a Luiza de Mothern), mas ela de vez em quando escorrega no sotaque.

A cena da noite, sem dúvida, é a de Maysa cantando no Olympia de Paris. Sua versão de Ne Me Quitte Pas é uma de minhas preferidas para a canção (gosto também da versão de Nina Simone) e a imagem de Maysa no palco, somente ela iluminada, em aquele vestido vermelho é realmente algo grandioso.

cartazolympia

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

3 Comentários


  1. Simone, passei a acompanhar seu blog esses dias, e ontem fiz meu 1º post pq estava atrás de uma música de Maysa: Hino ao Amor…Enfim…como achei que era a única a ter pavor dos dentes do menino que interpreta o filho de Maysa, fiquei quieta até esse instante. Mas com o capítulo desta quinta-feira, 15/01 e com o seu parenteses, não deu para evitar. Ontem, assistindo a cena da visita de Maysa ao filho na escola, e depois vendo ele doente em cima da cama, quase surtei. Como podem ter cometido tal erro (pra não dizer outra coisa), colocando aquele menino para atuar com uns dentes monstruosos como aqueles. Ele nem consegue fechar a boca. É desconfortante d+ assistir as cenas com ele, dá vontade de entrar na tela e empurrar os dentes pra dentro com os polegares. Tadinho, nada contra ele, mas que é pertubador é.

    Bjos

    P.S. desculpa o desabafo

    Responder

  2. Vivi,

    Não precisa pedir desculpas não, eu ADOREI seu desabafo!!! Essa sua sensação, de querer arrumar aquilo, é compartilhada comigo e com várias pessoas com quem convivo.

    Beijos

    Responder

  3. Ola genteee!!! Nossa, vcs não vao acreditar no que me aconteceu ontem, no ultimo capitulo de Maysa…Tipo, naquela cena q Maysa estava subindo a escada-rolante e olhando p o filho…faltou energia aqui em casa…nossa nunca tinha acontecido isso..e aconteceu ontem…fiquei desesperada…mas nao adiantou, perdi o ultimo capitulo..nossa..fiquei deprimida…passei o dia esperando esse capitulo….aLB]GUEM PODE ME CONTAR..NOSSA…TO TAO TRISTE..SRSR BJO!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *