NCIS: Um Resumo da 4ª Temporada

NCIS S05

Como eu não tenho a mínima vergonha na cara tô aqui, menos de duas horas antes da estréia da quinta temporada, querendo fazer resumo do que foi a quarta. Entendam: NCIS e Boston Legal são séries, para mim, que não entram na competição de melhores. Elas são da família, como Gilmore Girls e Friends. Aquelas que eu vejo e revejo os episódios e nunca canso. Aquelas que têm personagens dos quais eu me sinto amiga.

Primeiro tenho que elogiar a atitude louvável da AXN de emendar três temporadas, conseguindo recuperar todo o atraso na exibição em relação aos EUA. E agradeço pela mudança de horário. A faixa das oito da noite é sempre problemática. Muitas vezes você tá chegando em casa. Quando chega antes acaba se enrolando fazendo alguma outra coisa. Ainda que hoje vou conseguir ver Criminal Minds. No quarto. Oito da noite é horário de Backyardigans na tv da sala.

A quarta temporada do seriado trouxe novos ares, para o bem e para o mal. Para o bem temos o crescimento do personagem de McGee, o novo amor de Tony, o novo amor de Gibbs. Para o mal? Ela ter ficado meio novelesca na primeira metade da temporada e perder um pouco do que é característica só dela. O fato de não se levar tão a sério na medida, o fato de ter personagens marcantes, diálogos marcantes, não sei nem definir direito o que mais.

A quarta temporada, para mim, já começou meio errada. No final da terceira tivemos a saída de Gibbs. O que se ficou esperando? Como ficaria a química da equipe sem ele. Mas nem tivemos a oportunidade de ver isso. Ele já voltou logo no primeiro episódio! E, pior, criaram um clima entre a equipe como se eles tivessem trabalhado meses sem ele, muita coisa mudou. Mas não vimos nada.

Como eu já disse aqui uma vez: não que eu não goste da volta de Gibbs, ao contrário, eu amo esse homem (meu marido tem ciúmes dele e do Pierce Brosnan). Mas já que resolveram jogar a brincadeira, poxa, vamos ver como fica. Vamos ver como fica a dinâmica do grupo. Vamos arrumar uma ótima estória para trazê-lo de volta. Mas nada disso aconteceu.

Isso, mais o tom novelesco que o seriado acabou tomando lá pelo quinto ou sexto episódio, me fez desanimar de escrever. Na realidade, até me desanimou um pouco de assistir. Sabe, quando você não faz aquele esforço de correr com tudo só para estar sentadinha na frente da telinha e ver seu seriado.

Mas ela se recuperou. Com honras. E o motivo de eu estar aqui escrevendo é porque acho que todo mundo devia assistir e ter a chance de se apaixonar por este grupo como eu me apaixonei de novo.

E o que aconteceu nessa quarta temporada que não podemos esquecer??

Agora sabemos que Gibbs teve um primeiro casamento feliz e uma filha, assassinadas. Acabamos de descobrir o motivo dos casamentos dele não darem mais certo: competir com ex não é fácil. Uma ex morta é terrível. Uma ex morta que foi assassinada e que pareceria perfeita, cara, impossível.

Mas ele agora tem um novo amor. E eu adoro a garota! Ela é uma autoridade do exército, não tem medo de confrontá-lo e mesmo quando esta vulnerável jamais se curva a este homem encantador e difícil. A personagem é Hollis Mann, interpretada por Susanna Thompson (linda), conhecida de Once And Again, um dos melhores seriados que já assisti quando ainda estava perdido nas tardes da Sony.

NCIS

Torço para que seu personagem cresça no seriado, que os dois se entendam de verdade. Gosto dela e acho que Gibbs merece esse novo amor.

Por outro lado ele está mais terrível que nunca, afinal, ele já largou tudo e chamaram ele de volta, isso dá uma segurança e tanto. Além disso, até substituir a diretora por um tempinho ele teve que fazer. Não gostando muito, é claro.

Tivemos, ainda, Abby vestida de Marilyn Monroe, se apaixonando por um anão gênio e tendo o seu coração partido e sendo perseguida por um fã enlouquecido de McGee.

Abby Marylin Monroe

McGee que foi descoberto como um autor de sucesso de livros de suspense. Inspirados na equipe, que não ficou muito feliz ao conhecer os alter-egos de cada um deles. Até a irmã dele se tornou suspeita de um dos casos investigados. Ele também conseguiu ganhar espaço na equipe, se disfarçou em um caso, continuou mostrando porque é indispensável para a equipe e teve o coração partido por Abby, não que ela tenha dado alguma esperança.

Abby e MacGee

Conhecemos um pouco do passado de Ziva, logo nos primeiros episódios, e ela já não se sente uma estrangeira, apesar de continuar trocando palavras. E acabou substituindo Kate na função de cuidar de Dinozzo e evitar que ele se meta em confusão, o que ele continua fazendo.

Não que ele ande se metendo em muitas confusões: Tony está amando. O nome é Jeanne e ela é médica. E no último episódio descobrimos, também, que é filha de um criminoso internacional perseguido pela diretora, conhecido por La Grenouille. O duro é que eu gostava tanto de vê-los juntos, humpf! Até morar junto ele já tinha topado.

A perseguição por La Grenouille é o arco que acaba unido vários dos episódios da quarta temporada: logo no início este é o caso em que Tony ajuda a diretora. A impressão é que ela mantém Gibbs afastado porque ela sabe que vai fazer besteira. Depois toda equipe acaba envolvida nessa obsessão.

Ainda tem o caso de Palmer com a agente Lee. Duck cada dia mais inspirado. Além do smuitos personagens que apenas passaram por aqui, em um episódio apenas, como aquela garota que dá uma de legista em uma pequena cidade, mas que tornaram cada estória mais rica.

Os melhores episódios da temporada: Witch Hunt, Smoked, Driven, Skeletons (o primeiro com a nova namorada de Gibbs), Cover Story (um assassino fã de McGee) e Trojan Horse.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

8 Comentários


  1. A quarta temporada não é das minhas favoritas e diferentemente de você, eu não gosto da nova namorada do Gibbs, mas tenho que reconhecer que ela deu um tempero na temporada. Agora que a greve acabou, virão novos episódios. E por último uma ótima notícia, a série foi renovada para a próxima temporada – sexta – deve estrear no segundo semestre na tv americana. YYYPPPEEE!!!!!

    Responder

  2. Eu achei essa temporada fraca, acabei perdendo vários episódios até. Como eu falei: me irritou esse tom mais novelesco que colocaram.

    Mas a quinta começou bem né?

    Responder

  3. Amei seu resumo sobre a série.Tbém sou fã de todos eles e sinto como se fossem da família. Acabo sofrendo toda vez que tenho que esperar a nova temporada. Fico fuçando tudo na internet pra ver se descubro alguma coisa…Vou ter que colocar um ponto extra em casa, pq não dá pra competir com a Discovery Kids!!Do mesmo jeito que eu amo a série, meu filho de 8 anos ama seus desenhos…e tenho que respeitá-lo se quiser que a recíproca funcione.No mais, com tom novelesco, personagem novo ou qualquer outra coisa…o NCIS continua incrível p/ mim.

    Responder

  4. amoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo NCIS e a ABBY
    ??????

    Responder

  5. Oi, Simone, como vai? Eu estou três anos atrasada, não é? Quando lí os comentários escritos, em 2008, eu me sintí um pouco pateta, mas fazer o quê? Eu descobrí NCIS e Só Seriados de Tv, há pouco tempo. Como eu estou com muita vontade de comentar este artigo, eu irei em frente. Ah, parabéns pelo seu blog! Você é ótima! Eu adoro seu jeito de se comunicar.

    Bem, eu já assití às 1ª, 2ª e 5ª temporadas de NCIS e somente, agora, eu estou vendo a 4ª temporada, pela BAND (papelão desta emissora fazer tantos cortes, nos episódios e atrapalhar a trama!). Mas, faço isto com um certo aperto, no peito, pois, como você, eu amava o casal Tony Dinozzo e Jeanne Benoit. Eu conheci Jeanne Benoit, na 5ª temporada e perdi quase todo o romance dela comTony, porém me apaixonei pela personagem de imediato e me sensibilizei com a situação da moça. Duro ser enganada e vítima da vingança de uma obssecada Jenny Sheppard. Jeanne não merecia ser tratada como foi e nem sair da série. Tony até amadureceu um pouquinho, ao lado de Jeanne. o romance de Jeaane e Tony é o que eu não vou poder esquecer, apesar de saber que Ziva ficará com Tony, no final de NCIS.

    Desculpe-me, eu escrevi demais! Eu adoro ler e escrever! Desculpe, mesmo!

    Obrigada, beijos.

    Responder

  6. CONCORDO EM GENERO E NUMERO TUDO QUE VOCE FALOU A MELHOR COISA DO MUNDO É NÃO COLOCAR NENHUMA NAMORADA PARA O GIBBS POIS SUA ESPOSA MÃE DE SUA FILHA É QUE É O SEU VERDADEIRO AMOR ,SE BEM QUE TORCI BASTANTE PELA TENENTE CORONEL ELA É TUDO DE BOM INCLUSIVE MUITO INTELIGENTE

    Responder

  7. Bom dia, gosto muito de assistir essa serie NCIS,talvez deve ser a relação com os FUZILEIROS,hoje gostaria muito de conseguir assistir todos os episódios em sequencia, gostaria que você pudesse me ajudar.

    Responder

Deixe uma resposta