Dirty Sexy Money: Pilot (01×01)

Pilot (01×01)

Cheguei em casa e já passava das oito da noite (reunião de começo de ano na escola da filhota) e já tinha abdicado de assistir Dirty Sexy Money (seriados as oito da noite são sempre problemáticos). Fui pro quarto e liguei a tv na AXN só para esperar por Damages e já fui pro banheiro tomar meu banho.

Primeiro: quase nem tomo banho, tamanha a curiosidade despertada para ficar assistindo, mas resisti bravamente e fui. Pensei: já perdi 10 muinutos, poxa.

Mas sai do banho e não resisti: assisti a meia-hora final do episódio e fiquei fissurada no personagem de Krause. Não lembro o nome de ninguém (tá, todo mundo é Darling), com exceção de Tripp, charmoso mesmo muito velhinho. Se bobear nem piscar eu piscava.

Entendi mais ou menos a dinâmica da coisa: Tripp Darling ganhou os tubos de dinheiro e tem uma esposa e filhos, em diferentes idades adultas, muito mimados. A filha caçula é sua preferida (não dá para negar), a esposa sua paixão. O caçula é aquele que só faz besteira, a mais velha tem problemas com homens (pelo visto sempre escolhe os que não valem a pena), o mais velho tem uma vida pública exemplar, uma vida privada execrável, e ainda resta um que tenta manter a imagem de bom moço, mas tem um filho fora do casamento que pode complicar sua vida).

No meio desse rolo todo sobra o personagem de Krause, filho do advogado da família que, após a morte deste, assume o cargo, e é atropelado por todas as coisas que habitam esse mundo de loucura.

Antes do final do primeiro episódio ele já se demite uma vez, isso antes de descobrir que seu pai teria um caso de 40 anos com a esposa de Tripp e o acidente poderia ter sido, na realidade, um assassinato. Ele decide se manter no emprego para descobrir a verdade.

Posso dizer que vou acompanhar a sua busca bem de perto.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

4 Comentários


  1. Ai tava doida pra ver, mas a facul cortou o meu barato.
    Se der vejo daqui a pouco na reprise ou no final de semana.

    Quero te encaminhar um e-mail, pra onde eu mando?

    bjs

    Responder

  2. acho que a única coisa interessante que ficou de fora da sua “assistência” [heh] foi saber que a mãe do nick [krause] abandonou-o por causa da dedicação excessiva do pai aos problemas da família darling.

    por causa disso, ele prometeu a si mesmo que nunca seria igual ao pai nem trabalharia pros darling… até que uma oferta de 10 milhões de dólares anuais para obras de caridade à escolha de nick fizeram sua parte.

    Responder

  3. Nossa, o piloto é maravilhoso. Baixei logo que a série foi ao ar nos EUA. Maravilhosa e melhora a cada episódio.

    Responder

Deixe uma resposta