Law&Order: Criminal Intent – Endgame

Criminal Intent

Por mim, esta sexta temporada de Law&Order: Criminal Intent poderia acabar com o episódio Endgame, um excelente episódio, que daria uma excelente season finale. Além de tudo, a temporada seria encerrada com o ótimo trabalho de Goren e Eames, e não com Logan, que continua me dando a sensação de assistir a Law&Order, a original.

Endgame começa com Mark, um prisioneiro no corredor da morte, dias antes de sua execução, repassar a um prisioneiro um álbum de fotografias. Seu principal objetivo é que o álbum chegue a Goren.

Mark é um homem condenado pela morte de sete mulheres. Mas o álbum que chega a Goren, com 80’s escrito em sua contracapa, tem muitas fotos, de muitas mulheres. A colocação das fotos na internet permite identificar que algumas delas estão desaparecidas já a muitos anos.

Goren e Eames partem para o interrogatório, em busca de pistas que identifiquem outras mulheres entre aquelas fotos. Mark é bastante econômico em seus comentários, dando apenas pequenas pistas sobre uma das mulheres.

O episódio vira um jogo de gato e rato, Goren em busca da solução dos crimes, Mark em busca de algum tempo mais de vida.

Criminal Intent - Endgame

Depois de encontrar algumas mulheres e descobrir que parte delas está viva e bem, um confronto entre Goren e Mark leva a mais um álbum, dessa vez dos anos 60. Entre as fotos bastante envelhecidas uma chama a atenção de Goren. Ela lembra uma foto que ele viu na véspera no álbum de fotos de sua mãe. Mas ela havia dito que a foto se referia aos anos 50, antes que ela se casasse com o pai de Goren.

A mãe de Goren vive seus difíceis momentos finais, após uma longa e cansativa luta contra o câncer, como se a esquizofrenia não fosse o bastante. O irmão de Goren ressurge, bem vestido e com outra cara, bem diferente do que vimos em Brother’s Kipper. Infelizmente, o seu recente interesse pela saúde da mãe tem seus motivos revelados quando ele pergunta à Goren sobre as finanças dela.

Goren mostra uma foto de quando o assassino era novo para seu irmão, enquanto eles tomam uma café próximo ao hospital. Seu irmão reconhece a foto como sendo do Tio Mark, homem com quem sua mãe desapareceu por um fim de semana todo nos anos 60. E após esse desaparecimento ela nunca mais foi a mesma, ela nunca mais sorriu.

Goren, após pedir que Eames confie nele, parte para o confronto com Mark que, com sua frieza fala que sim, a magia de sua mãe ainda estava lá quando ele a violentou e surrou.

Um Goren cada vez mais abatido e sofrido acaba por confrontar sua mãe, que confessa o caso extraconjugal e diz não saber se Mark é o pai de Goren ou não. Ela pede, aos prantos, que ele esqueça tudo isso, como se isso fosse possível.

Na data de sua execução Mark envia à Goren, através de sua advogada, um bloco de anotações, no qual constam centenas e centenas de desenhos de rostos de mulheres, seus nomes e endereços. Mas Goren está de licença, sua mãe, finalmente, morreu.

Na cena final do episódio vemos Goren sentado no quarto do hospital, ocupado por sua mãe por tanto tempo. Sua resposta a solicitação da enfermeira para que ele deixe o quarto vale como uma resposta para sua vida, neste momento: Eu preciso de mais tempo.

O episódio inteiro foi um show, por parte de Vicent d’Onofrio, do convidado Roy Scheider, de Katheryn Erbe, até mesmo do chefe Ross, de quem eu nunca fui muito fã.

No último episódio da temporada, Logan e Wheeler, com alguma ajuda de Eames, investigarão a morte de um recruta da polícia.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário


  1. Olá, Simone!

    Excelente seu review! Concordo plenamente com a sua opinião de que este deveria ser último episódio da temporada. Apesar de gostar do Logan, Goren e Eames são demais e me conquistaram desde a primeira temporada. Suas interpretações são muito convincentes e eles demonstram uma sintonia sigular! Quanto ao Bob, veremos como ele voltará na 7ª temporada… Passei a 6ª esperando o desenrolar da crise final de sua mãe e os roteiristas e produtores não deixaram por menos… O Bob agora terá que conviver com a possibilidade de ser filho de um serial killer!! Espero ansiosa o desenrolar da história.

    Abraços!

    Responder

Deixe uma resposta