Chicago PD: Reform (5×01)

A gente fica reclamando do quanto a Shonda nos faz sofrer, mas vamos combinar que o pessoal de Chicago PD também não facilita, não é verdade?

E eu nem estou falando da saída da Lindsey – que eu já tinha dito aqui já tinha esgotado seu tempo na série -, mas do pobre do Halstead largado pela namorada ter de encarar que matou uma menina sem querer. Eu nem consigo imaginar como se convive com algo assim. E ele definitivamente não merecia.

Será um joguinho dos roteiristas para desviar o foco do sofrimento pela perda da namorada?

Pode ser. O episódio começa com as despedidas, na verdade: Halstead entrando no apartamento já vazio e encontrando uma foto dela com a namorada e Voight fazendo terapia (SENHOR!!!!) falando do quanto se sente sozinho. Mais ao final do episódio temos o segundo falando para o primeiro que é hora de seguir em frente, então podemos imaginar que é isso que teremos sobre o assunto.

Reform, a bem da verdade, foi aquele episódio um tanto torto que tenta recomeçar sem que realmente seja um recomeço: com a ameaça da equipe simplesmente ser desmontada no final da temporada passada os roteiristas sabiam que não podiam entregar mais do mesmo, então ao meio do caso de tráfico de armas sendo jogado na nossa cara (nunca um caso teve uma introdução tão curta) fomos vendo as pequenas mudanças, as tais reformas.

Denny Woods (Mykelti Williamson) surge como o novo “auditor independente” pronto para irritar Voight e a gente também. Eu logo de cara porque fico inconformada com alguém que se sabe não ter sido um bom policial não só sendo inocentado e ainda assumindo uma posição como essa. Fica clara a intenção de criar climão cada vez que ele aparecer na sala do Voight.

O moço também correu colocar novas câmeras na sala de interrogatório, então de cara o sargento já teve de encontrar um lugar alternativo para falar com o suspeito – eu tomaria um tremendo susto se desse de cara com ele dentro do meu carro.

E essa nem será a única tensão que ele vai lidar: o tal vereador tem encrenca escrito na testa.

E não foi só isso que mudou: Burgess dispensou Ruzek declarando que conheceu alguém. Considerando o quão bobão ele é e que ela passou um tempinho cuidando da irmã, torço para que seja um cara legal.

Nossa, como eu estava com saudades desse povo!! Ah, no finalzinho do episódio o Toinho também voltou!!!

P.S. Momento fofoca: Sofia Bush, a Lindsey, andou dando umas declarações meio dramáticas nas redes sociais. Isso tudo porque alguns fãs falaram que a queriam de volta na série e que até fariam campanha. Em resumo, até porque a coisa foi curta e grossa mesmo, a atriz disse que se esforçou demais para sair da série então por favor não falem em voltar. Ao que parece ela já estava insatisfeita há mais de uma temporada, o que pode explicar porque em mais de um final de temporada nós tivemos suas quase saída no roteiro e também pode explicar porque a personagem foi ficando cada vez mais mala.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários


  1. Saudades desse povo tb !
    Tadinho do Halstead, já me irritou para temporada toda esse auditor que é só encrenca e ele não vem sozinho pois esse vereador é dor de cabeça.
    Ruzek tã um gatinhoooo, vai dar trabalho pra Burgess.

    E Toinho voltou \o/\o/

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *