Rosewood: Mummies & Meltdowns (2×11)

Gostei não dessa versão ranzinza do Rosewood, não combina com ele. É como se ele tivesse nascido para ser irritantemente feliz e sorridente… E falando e falando e falando.

Só que foi um golpe e tanto o de Tawnya. Não somente pela grana, porque ela levou realmente tudo que ele tinha a ponto dele ter de vender seu querido carro, mas porque ainda que ele tenha feito tudo certo, ela mentiu. Sei que pode parecer estranho a primeira vista a mentira doer mais que a perda financeira, mas é isso que dói mais em quem tenta fazer o certo.

Então, nos revelar que Tawnya nem ao menos tinha uma filha de verdade, mas que a moça que aceitou esse papel foi tocada por Rosie e pela forma como ele faz as coisas, bem, acaba sendo um pequeno consolo.

Isso e o fato dele ter os melhores amigos do mundo, o que inclui o Joo-joo pagando a conta do bar e os demais fazendo uma vaquinha para que pelo menos ele não perca o carro. Resta agora esperar pelo dia em que vão achar a Tawnya porque, olha, eles vão achar – e por achar eu estou falando da Villa mesmo. Torço imensamente por pelo menos um soco bem dado na cara da golpista.

Mas dizem que a melhor forma de lidar com um coração partido e uma cabeça cheia é trabalhar, então por mais que todo mundo dissesse para ele tirar uma folga e por mais insuportável que ele estivesse, foi isso que ele fez: enfiou a cabeça na investigação da morte de um cara com fama de péssimo no mundo da música.

Ao final não foi o trabalho em si que ajudou, mas a companhia de Villa e a policial mostrando para ele que se ele não fosse se cuidar, ele pelo menos deveria ver que estava magoando as pessoas que gostavam dele por causa disso. O que não somente o trouxe de volta a vida, como ajudou que ele tivesse um daqueles momentos de luz em que ele encontra a pista que precisava para resolver tudo.

Eu nem sabia que os teasers soltavam aquele confete todo e menos ainda que ele pudesse ser identificado – revelando um crime de amor. Não, não dá para chamar assim, é ridículo, um cara que mata outro porque este segundo gosta de outra pessoa não sente amor. De maneira nenhuma.

P.S. Pippy e TMI ainda não voltaram a ser um casal? Afff, não entendo a demora.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *