Rosewood: Half-Life & Havana Nights (2×09)

Quando TMI fala do Jeffersonian meu cérebro deu uma travada, afinal eu não estava assistindo Bones. Ao mesmo tempo em que ele se recuperava lembrando que as duas séries são da FOX, eu dava de cara com a Daisy na tela e eu tentava lembrar para que emprego ela havia mesmo deixado a equipe da doutora Brennan, vai que ela mudou para Miami, não é mesmo?

No final das contas foi só uma passadinha da antiga amiga de TMI e passadinha mesmo, já que todo o conhecimento dela não ajudou muito no caso (o máximo que ela fez foi lembrar a todo mundo que drogas ficam nos ossos e cabelos das pessoas mesmo anos depois)… Ela acabou servindo mais para aquele momento estranho em que TMI e Pippy admitem não estarem mais juntas.

Quem teve de trabalhar mesmo para resolver o caso de Gerald foram Rosie e Villa – o primeiro tendo de lidar com pesadelos por não libertar o homem que ele tinha certeza ser inocente. Uma coisa precisamos admitir: os roteiristas fizeram certinho ao introduzir a história dele aos poucos porque a esta altura até eu já estava assombrada pela ideia de que ele não sairia da cadeia.

Também acertaram ao me deixar acreditar que primeiro o pai de Elena era o assassino, ainda mais considerando que ele pagou para o corpo não ser enterrado, depois Michelle, ou você vai me dizer que o fato dela estar em Cuba “vivendo a vida” não lhe fez desconfiar disso, e então o ex-namorado desta, com culpado escrito na cara desde a primeira aparição.

E ele colocar a corda com que ele amarrou as meninas em um relógio a vista foi muito psicopata.

Assassino descoberto – e apesar de entender o sofrimento do pai da Elena, eu preferia ele preso e não morto – e aquela cena aquece coração de Gerald sendo recebido pela família Rosewood fora da cadeia (Villa conta como família Rosewood a esta altura) e por sua filha. Confesso que eu achei péssimo a menina acreditar que seu pai seria capaz de matar duas de suas amigas e fiquei imaginando o quanto ele sofreu nestes anos todos. Mas saber que ela está viva deve ter sido um tremendo alívio.

P.S. Villa e o moço do necrotério até que ficam bonitinhos juntos.

P.S. do P.S. Mas eu continuo incomodada com a Tawnya.

P.S. do P.S. do P.S. Todo mundo fã da doutora Brennan em Miami, vejam vocês.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *