Rosewood: Eddie & the Empire State of Mind (2×03)

Dois pontos muito positivos desse episódios: eles não enrolaram para resolver a questão sobre a morte do Eddie e, muito importante, ele não foi transformado em vilão. Villa pode guardar para si que o marido dela era realmente um bom homem, que o que eles tinham era verdadeiro – o que é sempre bom quando estamos acostumados com o histórico familiar sempre horrível de policiais em séries de TV.

E isso também deixa mais fácil que ela e Rosewood se entendam, não é verdade?

Rosie que merece todos os elogios do mundo por suas atitudes no episódio: ficou ao lado dela, não forçou a barra, se arriscou e tentou salvá-la ao final, mesmo sabendo que Villa não é do tipo que precisa ser salva.

Eddie também sabia disso, ainda que ele ainda sonhasse com Annalise deixando o distintivo e sendo mãe de várias crianças correndo pela casa e ainda que ele tivesse escondido no que estava se metendo depois que descobriu toda a história de lutas por dinheiro e tráfico de drogas.

Pessoas com o coração no lugar certo sempre me encantam, ainda que eu seja uma enorme crítica de segredos para “garantir a segurança”. Para mim contar a verdade ainda é o melhor caminho para manter a todos seguros.

Falando em segredos: andamos mais um pouquinho para conhecer o novo capitão, mesmo que toda a história dele de insônia e pagar alguém para ler para ele ainda pareça um tanto estranha, afinal continua pela metade.

Pelo menos o fato dele estar com Hornstock quando este precisou salvar Pippy e TMI serviu para ele ver que o antigo capitão é leal sim, o que pode fazer com que ele pare de infernizar a vida dele. Na verdade, os dois juntos funcionam bastante bem, eu não me importaria de vê-los em campo mais vezes.

Ah, e já que este foi o episódio de aparar arestas, temos ainda TMI tentando uma reaproximação com Pippy. Eu não entendi direito a frase de Pippy “você precisa me dar espaço para eu querer voltar”, considerando que foi TMI quem disse que precisava se encontrar. Só eu fiquei confusa?

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *