Castle: Backstabber (8×18)

Por que será que esse povo de série tem tantas dificuldades em contar as coisas aos amigos, heim? Está ali, na cara de todo mundo, que a melhor coisa a fazer é pedir ajuda, mas eles preferem ficar batendo cabeça e se colocando em riscos cada vez maiores ao invés de serem sinceros. Todos precisam de um analista, para dizer o mínimo.

Desta vez foi Hayley que acabou por se meter em confusão ao fazer um último servicinho para alguns antigos colegas ingleses no que parecia um simples roubo de informações e se tornou um atentado terrorista capaz de causar um apagão em Londres.

Hayley foi aquela personagem que a gente não entendeu direito porque veio, mas que acabou formando uma boa dupla com Alexis e até mesmo com Castle – em tempos que isso estava fazendo falta por conta da “separação” do casal principal – e passamos a gostar dela. Quando da revelação de seu envolvimento com o desaparecimento de Richard no passado, voltamos a desgostar, mas como ele aceitou suas desculpas, também aceitamos.

Depois disso o mínimo que se esperava era que ela confiasse nele em contrapartida, nele e em Beckett, mas ao invés disso ela tentou se virar sozinha e com isso quase acabou na cadeia, além de colocar a capitã em uma situação bem complicada de resolver. Mais uma vez a decisão de tornar Beckett capitã se mostra errada: uma coisa é ser uma detetive que mantém as coisas sem a capitã saber e assim ganha tempo para arrumar as coisas, agora a Beckett está na posição de capitã e esconde as coisas.

Aqui escondeu uma procurada pelo FBI por terrorismo, o quão grave é isso? Ela poderia ter entregue Hayley e então os detetives e Castle descobrir a verdade sobre o crime. A única razão de manter Hayley livre foi para a cena de confrontação entre ela e o seu antigo parceiro, mas eu dispensaria isso por um roteiro um pouco mais coerente.

Mas a cena final de Castle, Alexis, Hayley e o whiskey até que foi bem bonitinha.

castle-backstabber-8x18-s08e18

P.S. A história do autógrafo da Martha: sem preço.

P.S. do P.S. Gente, sério, essa moto aí já havia sido citada alguma vez na série? Porque eu realmente não lembro.

 

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta