The Blacklist: The Djinn (3×03)

The Blacklist The Djinn 3x04 s03e04 Red

“Eles são tão homofóbicos que ser gay é um crime, mas cortar o pênis de um homem não é? É só eu ou a raça humana, armada com religião, envenenada pelo preconceito, absolutamente consumida pelo ódio e medo, está galopando à toda força de volta à Idade das Trevas? Quem se machuca por uma garotinha ir à escola ou por uma criança ser gay?” – Raymond ‘Red’ Reddington tendo seu dia de Alan Shore

Gente, impressão minha ou The Blacklist conseguiu recuperar a qualidade perdida ao longo da temporada passada? O roteiro está ágil, os vilões de cada episódio realmente me interessam e Red, ah, Red está em suas melhores dias. A elegância com que ele se veste, sua língua afiada e suas saídas triunfais tem me deixado mais que satisfeita.

Além do que, por ele ser quem ele é a gente não acha que o FBI é incompetente, só que ele é bom demais mesmo.

Em The Djinn ele vai em busca de uma mulher que realizaria as fantasias de vingança de seus clientes, entre eles alguns dos homens que estão atrás dele e Elizabeth. De novo ele coordena seus esforços com os do FBI, passando o nome deste gênio da lâmpada do mau para eles. Todos chegam a revelação de quem é essa pessoa – Red antes que o FBI – e não tem como não ficar surpresa pela dupla revelação.

Primeiro porque Djinn era a filha de um milionário do Oriente Médio, segundo pela revelação de que esta na verdade era seu filho mais velho que ele obrigou a sofrer uma cirurgia de troca de sexo. Eu morro, mas ainda não vi tudo.

Devo dizer: Liz acertou em deixar a moça para trás na fuga, por mais que seu pai tenha sido horrível com ela, bem, ela o superou longe longe.

E Red deixou de brinde, ainda, um caderno cheio de gente que cometeu crimes de presente para o Ressler. Este moço não pode dizer que o Red nunca lhe deu nada.

Apesar de que, o que a gente quer mesmo, é saber dos nomes da página que o Red arrancou…

Ah, Dembe conseguiu escapar, o problema é que foi enganado e acabou entregando a algum inimigo de Red a forma de entrar em contato com ele. E Red ainda não se vingou de Solomon pelo que ele fez com o Dembe. Aguardando ansiosamente por esta parte.

P.S. Aram, melhor pessoa!! Quando ele fala para a Liz que ela está ótima ou a naturalidade com que ele diz ao Ressler que foi Red quem mandou que ele contasse tudo, impossível não amá-lo.

Músicas do Episódio

Can’t Leave the Night – BadBadNotGood

Can You Get to That – Funkadelic

Trouble – TV On The Radio

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário


  1. Não vi o episódio, mas essa fala do Red exprime demais como tem sido viver na terra nos últimos tempos.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *