Grimm: Map of the Seven Knights (5×10)

Alguém mais percebeu o sorriso da Trubel quando eles abrem aquele baú e dão de cara com vários tipos de armas diferentes??

Grimm Map of the Seven Knights 5x10 s05e10

A grande verdade é que eles atiraram no que viram e acertaram o que não viram: por uma destas coincidências da vida, e de roteiros, um baú cheio de livros e artefatos Grimm acaba na mãos de um tio de Monroe e como nosso amigo já é conhecido como “o amigo do Grimm”, ele não hesita em contatá-lo para contar a novidade.

O problema é que o pessoal da BC já sabe da descoberta e tem um interesse bem pessoal nela, então começam a deixar seu caminho de sangue na busca e nem mesmo Tio Félix escapa – preciso confessar que pensei “bem feito”, afinal ele ficou tão preocupado, mas foi incapaz de enxergar que era melhor desistir do dinheiro e passar os livros adiante se queria se manter vivo. Acabou morto e sem dinheiro.

Por uma obra do destino o tal baú não estava com ele no hotel e assim foi possível que Nick e Monroe o recuperasse.

E se eles já estavam comemorando o fato de recuperar o que foi perdido no incêndio do trailer – eu acho que Eve devia ter dado o dinheiro, afinal foi Juliette que colocou fogo em tudo – imaginem quando descobriram muito mais: um livro com as árvores genealógicas de todos os Grimms do mundo (o que o pessoal da BC parecia estar atrás), muitas armas e, vejam vocês, mais uma chave para o mapa do tesouro das Cruzadas.

Para quem não lembra, como Renard nos contou no passado, os Grimm trabalhavam para as famílias reais e durante as cruzadas tiveram por missão resgatar algo em Jerusalém. O tesouro nunca foi entregue aos nobres, sendo escondido pelos Grimm e o mapa para reencontrar esse segredo foi dividido em 7 chaves-mapa.

Agora eles já tem cinco chaves e apesar de não terem um X marcando o local, puderam identificar que o tesouro foi enterrado nada mais, nada menos, na Floresta Negra em Portland. Pronto, acabamos de descobrir porque tudo acontece nessa cidade!

E, vejam só, com tudo isso rolando, Nick ainda conseguiu falar da confusa relação dele e Adalind com Monroe e até mesmo ele é capaz de ver que, bem, os dois formam um belo casal – além do mais, todo mundo carrega bagagem do passado, risos.

P.S. Grimm renovada para a sexta temporada, que terá 13 episódios. Ao invés de lamentar eu só consigo pensar o quão redondinha será essa série, sem desperdício, sem episódios ruins. A gente precisa comemorar.

P.S. do P.S. Well, a trama do Renard anda muito solta, tão solta que desconfio que vem bomba do lado de lá, afinal não tem ponta solta nesse roteiro.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

3 Comentários


  1. aproveitei ontem para rever este episódio pois pensei que tinha entendido errado, mas na realidade Simone a Floresta Negra não é em Portland e sim na Europa

    Responder

    1. Sim, também revi, eu me confundi com eles chamando de Black Forest e o Monroe “é aqui na Black Florest”, ao invés de “é lá” – vira e mexe eu brigo com o marido por causa do uso errado dos advérbios, humpf. E o episódio de ontem, heim, heoim??

      Responder

      1. mas foi exatamente o que aconteceu, o Monroe diz realmente “é aqui na Floresta Negra” mas é que ele estava se referindo ao mapa e não a Portland

        Responder

Deixe uma resposta