Grimm: Double Date (4×15)

Que wesen mais feio! Eu confesso que entendi a história dele ser um “metamorfo” – séries demais, só digo isso – logo que ela sai sozinha do apartamento, ainda assim foi interessante ver o pessoal descobrindo que eles não estavam procurando por um casal, mas sim por apenas uma pessoa.

Grimm Double Date

Talvez a melhor jogada tenha sido colocar duas “personalidades” distintas, capazes até de conversar entre si, ao invés do wesen simplesmente se aproveitar de sua capacidade de mudar de forma.

Mas estamos naquela fase em que os casos de todo dia não são o mais importante, já que estamos todos pensando no fato de que Adalind está grávida de Nick, e eu tô aqui torcendo muito para que ela realmente dê um jeito nisso porque é um problema que o Nick não precisa, e no fato de Juliette deixou nosso querido largado em casa depois dele ter virado o rosto para a versão hexenbiest dela.

Ah, e ainda temos o Renard e seus pesadelos com ele acordando coberto de sangue. Olha, pra todo lado que eu olho a coisa está feia.

E alguém me explica por que é que a Juliette não contou até agora ao Monroe e a Rosalee que ela se tornou uma hexenbiest? Eu achei que o Renard ia acabar falando quando foi atrás do livro da Adalind na lojinha.

P.S. Não entendi, se a Adalind transar com outro homem ela perde o bebê? Toda hexenbiest é fértil desse jeito?

P.S. do P.S. Até o Hank já está lendo os livros Grimm, isso eu chamo de evolução.

P.S. do P.S. do P.S. Até fiquei com dó do rapaz quando ele descobriu que a Stacy “não está mais aqui”.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta