Defiance: Bottom of the World (2×10)

Senhoras e senhores, Linda Hamilton is in the house! E os fãs de ficção científica comemoram.

Defiance: Bottom of the World (2x10)

Sim, eu continuo achando que Defiance está completamente perdida, gastando tempo com a trama chata do casamento de Christie e Alak ou sem explicar direito esse negócio dos peregrinos, que agora ficaram olhando os convertidos por eles serem engolidos pela Terra em ovos transparentes – cara, Tommy está uma mala e eu até fiquei feliz dele ser enterrado!

Outra trama chata e desnecessária: quadrado amoroso do Nolan, Amanda, Berlim e e Nelis. A Amanda é bipolar, só isso explica, o Nelis é chato. Então por mim os dois poderiam ter ficado de vez embaixo daquela mina – e olha que eu amava Amanda e Nolan juntos, o que acho que estão armando depois de Berlim ficar dando conselhos amorosos pro moço.

Mas dou o devido valor a trama de Pilar, ainda que isso tenha significado o pobre Rafe se ferrando, de novo. Ainda assim um lado meu fica com a impressão de que a trama de Pilar não chegou escondida de propósito, mas porque eles simplesmente não sabem direito o que fazer.

P.S. Deirdre ainda vai dar trabalho, melhor a Stama dar um jeito na moça antes que ela coloque a vida da Christie em risco.

P.S. do P.S. Nossa, peguei muita bronca do filho do Rafe! Aí me toquei que o velho mineiro é um dos poucos  personagens dos que eu gosto desde o primeiro episódio e de quem eu não peguei raiva.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

3 Comentários


  1. o Tommy não foi enterrado … ele foi só transformado

    tomara que com a chega de Pilar (Linda Hamilton) alguma coisa aconteça de vez

    Responder

    1. Mas todos que foram transformados foram enterrados naqueles ovos estranhos… Sério, não consigo ver graça nessa trama.

      Que Linda Hamilton nos salve!

      Responder

Deixe uma resposta