The Good Wife: Anatomy of a Joke (4×7)

Mais um episódio redondinho de The Good Wife! Primeiro resolveram recuperar o tempo perdido em deixar Cary de lado, depois colocaram ele e Alicia mais amigos, depois eles fizeram aquela cena demais da conta de Clarke e Preston sendo passados para trás, isso sem contar a revelação da noite sobre Maddie e a loira mentirosa e Carry sendo beijado pela humorista que simplesmente não consegue ficar quieta.

the good wige the anatomy of a joke  4x7 s04e07

Além do que, a série nos mostrou como seios são considerados transgressores nos EUA, explicando, mas não justificando, porque titio Mark sai apagando fotos deles em sua rede social.

Até Laura já mostrou as caras, no caso “A” cara de pau, e foi pedir ajuda a Alicia para conseguir um novo emprego após ter se desligado do exército. Alicia sempre bem intencionada acabou pedindo a Peter para conversar com a garota e ele interpretou isso como um pedido de emprego propriamente dito e não hesitou nem um pouco, para desespero de Geneva. E um pouco meu: morrendo de medo de Peter se engraçar com a moça!

Falando em se engraçar: Christina Ricci. Adoro a atriz, de verdade, mas achei a personagem tremendamente infeliz. Tudo muito forçado, meio incoerente. Acho que o fato de eu não ser muito fã do humor apelativo não ajudou muito, mas ela estava meio fora do tom também. Então a única cena que ficou mesmo foi dela tascando o beijo no Cary. O problema é que nem isso ganhou sentido ou significado, foi só mais um dos atos dela para chocar.

Inclusive porque o Cary ganhou cenas muito mais importantes no episódio ao trazerem a tona seu pai, com um desses ninguém precisa de inimigos, e a conversa sincera dele e Alicia. Sim, os dois mudaram bastante, amadureceram bastante e não tem como não amar vê-los se aproximarem.

P.S. Tá, não curti muito a personagem, mas confesso que ri demais da entrevista dela à noite, acabando com qualquer estratégica de defesa.

P.S. do P.S. Não sei, ainda não me convenci dessa Maddie super vilã, vocês já?

P.S. do P.S. do P.S. Clarke perdeu uns pontos comigo com essa história de tentar vender o escritório.

P.S. do P.S. do P.S. do P.S. Eu nem tenho palavras para a história do Brasil inserida no episódio. Não tenho.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta