Grimm: Volcanalis (2×18)

Ai, tem como não amar essa fase de Grimm? Tem como não amar ver Monroe, Nick e Renard destruindo o tal Volcanalis juntos – com direito a Monroe fazendo tiradinha ao final com o fato de Portland, bem, ser meio esquisita?

Grimm: Volcanalis (2x18)

Diga-se de passagem: alguém aí entendeu se esse tipo era wesen ou deus antigo? Confesso que rolou uma confusão aqui na minha cabeça porque falaram de deus dos vulcões e eu tenho oito nos de Supernatural, mas isso não estragou em nada não, sou só eu assistindo a séries demais nessa minha vida.

Questão é que em certo momento eu achei que o senhor com chifres era o vilão, depois achei que as pedras tinham ganhado vida própria e queimado a moça, então o aparecimento do Volcanalis acabou sendo bem mais charmoso que as duas opções anteriores e ainda ofereceu a já citada, e linda, cena do trio de heróis e seus tanques de nitrogênio líquido. Confesso: como aquele olho ainda ficou brilhando por ali eu  não sei não se a solução foi definitiva.

E o episódio não teve só isso para ser considerado especial: Adalind e a “tia” procuraram por uma sábia cigana que comprovou que o bebê da moça tem sangue azul e que vale  500 mil euros no mercado negro – olha isso, gente! -, mas a moça quer mesmo é seus poderes de volta. A cigana diz que isso não é possível, mas talvez se a loira insistir um tanto eles encontrem um caminho. Eu, que sou mais boba, não ia me arriscar a fazer tantas exigências assim com aqueles dois armários parados na porta da tenda, mas isso sou eu.

Juliette recorreu de novo a Pilar, a senhora do episódio da Llorona, que parece ter acertado o caminho para que o terror dela com as inúmeras visões termine: interagir com as memórias a fim de entender os sentimentos dela e sua participação no passado. Eu sei, eu sei, a gente não gosta da narizinho-de-pum, mas eu achei a abordagem do caso bem mais interessante do que eu poderia supor que aconteceria.

P.S. Pesquisas mostram que o estado do Oregon tem temperaturas baixas o ano todo, mesmo no verão a média não passa de 17°, com exceção da região leste do estado. Isso explica esses moços viverem encapotados.

P.S. do P.S. Monroe e Bud assistindo futebol e consolando Nick, algo me diz que a descoberta da verdade sobre Nick deixou a vida de todos muito mais feliz.

DIca do dia: siga Grimm no Instagram, uma diversão a parte.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta