Hawaii Five-O: I Ka Wa Mamua (In a Time Past) (3×6)

Em Hawaii Five-O, ao que parece, tudo tem de acontecer com o pobre Danno, não é não?

A gente achando que a tal história contada pelo Danno ia acabar resultando em um bandido na ilha, algo no estilo vingança, que já tivemos, e acabamos sendo presenteados ao conhecer um pouco mais dele e ao descobrir porque a Grace se chama Grace. Para completar a receita resolveram nos matar aflição com uma bomba apontando direto pro peito de nosso amigo.

E foi tanta, tanta aflição que eu digo pra vocês: chorei junto com o Steve quando os dois se abraçam – sim eu sei que eu sou chorona. Achei demais isso do Steve ficar ali ao lado dele, aproveitando da história do amigo para distrai-lo. Amo esse bromance dos dois!

Tudo isso acabou resultando em mais um ótimo episódio da série, que parece ter encontrado direitinho o sem tom para esta terceira temporada, enchendo nossos domingos de alegria (o próximo será alegria em HD, heim).

Achei bonito demais o Danno ter homenageado sua parceiro ao dar o nome dela para a filha, algo que é a cara desse bom moço metido a durão, não é?

P.S. Catherine devia de receber salário do governo da ilha, não é não?

P.S do P.S. Momento super fofo Danno e Grace dançando, ele é sem dúvida um pai exemplar, acho uma pena terem desfeito ele e Rachel juntos porque ele merecia todo tempo do mundo com essa guria.

P.S. do P.S. do P.S. Adorei a jogada de Danno contando sua história do 11 de Setembro e o povo da equipe correndo atrás de um terrorista.

P.S. do P.S. do P.S. do P.S. One Direction invadindo o Hawaii!

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

4 Comentários


  1. Simone, como sempre sua review diz tudo o que eu penso. Deve ser por isso que me identifico tanto. Também chorei quando se abraçaram porque era que eu estava pensando na hora: “Puxa, passa por todo esse drama e não tem um abraço?” Fiquei comovida pelo fato de Danno perder a parceira e se salvar dos bandidos logo no dia 11 de setembro, dia que, para mim, também ficou marcado, pois estava grávida do meu primeiro filho (ele nasceria 14 dias depois) e assistindo aquilo acontecer pela tv: muito triste.

    Responder

    1. Sim, eles deram uma abordagem toda diferente pras histórias de 11 de setembro e ainda conseguiram garantir muita emoção pra gente.

      Responder

  2. Outra coisa: Terrence Howard fazendo papel de coadjuvante? Ele deve gostar horrores de Hawaii Five-0.

    Responder

Deixe uma resposta