CSI NY: Manhattanhenge (06×09)

Belo fechamento para a história de nosso Assassino da Bússula, não é? Eu confesso que não estava colocando muita fé nessa história toda, até porque os primeiros episódios desta temporada foram de matar qualquer um, mas o povo conseguiu ajustar o curso e parte em velocidade de cruzeiro.

Vamos ver: descobrimos a morada do assassino, ele ainda consegue dar uma canseira no pessoal da polícia colocando seu casaco em outro cara das ruas, Dany pode dar uma de bom moço, e dar o seu casaco em substituição, todos da equipe conseguem dar sua contribuição, Flack nem de longe lembra o ser arrastado dos últimos episódios e Mac estava com os nervos à flor da pele.

No final de tudo um jantar de amigos – meio família mesmo – algumas comemorações, muitos sorrisos e a imagem do sol na parede do restaurante numa referência a história de Manhattanhenge.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

3 Comentários


  1. há eu estava gostando mais dessa história desde o inicio, fiquei meio que esperando mais do desfecho do assassino da bússula e tb que a história fosse se desenrolar por mais tempo.

    Responder

  2. Simone, sinceramente, gostei mais do serial killer da quarta temporada. Achei o da Bussola interessante mais podiam ter aproveitado mais este assunto. Agora garanto para vc que a serie engata de vez…..

    Bjs

    Responder

    1. Sim, sim, o taxista, não é? Também achei muito melhor, mas é que o começo dessa temporada andava tão inhé que eu tava com medo de coisa pior.

      Responder

Deixe uma resposta