Monk: Monk Takes The Stand (08×05)

E não foi só Jay Mohr que deu as caras no episódio: Joe Reitman, que já fez ponta em tudo que é seriado que eu conheço, também aporta neste episódio, neste caso como o assassino, que consegue sair impune de matar sua esposa, mas não impune de matar uma senhora. E, diga-se, acaba preso por bobeira própria, num dos melhores momentos “Monk” dos últimos tempos.

É engraçado como a fórmula de Monk não cansa, mesmo que seja sempre ele a ter a sacada que salva o dia e que passou despercebida por todo o resto do pessoal. Talvez por isso tenha sido tão feliz a idéia de colocar Jay Mohr como o advogado metido que sempre ganha e que vê vencer Monk num tribunal como a chave de ouro para o lançamento de seu livro de celebridade.

Melhor que isso só o fato de que esse desafio acaba rendendo o excelente momento em que Monk derruba o advogado no tribunal e depois pode curtir os elogios em paz – quer dizer, depois que o microfone do banco das testemunhas for arrumado.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários


  1. eu tava esperando que o mr. monk montasse o bloco de mármore quinem um quebra-cabeça tridimensional no fim.
    😆

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *