House: The Greater Good (05×14)

bscap00022

Um episódio bem mais ou menos, muito mais ou menos.

O caso da semana tinha seu charme, achei legal toda essa questão de uma médica que busca a cura para o câncer, e está perto de encontrá-la, rever toda a sua vida e resolver largar tudo para realmente vivê-la.

A descoberta de House, sobre a culpa recair sobre as células do endométrio e sobre a menstruação foi uma sacada e tanto, eu jamais imaginaria o crescimento destas células fora do útero.

Os momentos de Wilson: sempre ótimos. Ele confessando sobre deixar as coisas da Amber no exato lugar onde elas estavam quando ela morreu e ele tendo coragem de lavar aquela caneca na montagem final também muito, muito bom.

A trama Foreman e Thirteen, bem, pelo menos dá para o gasto, mesmo não sendo grandes coisas – e eu também não tenho aquele ódio que alguns fãs têm pela personagem, então pelo menos posso ter algum interesse em quais serão os efeitos disso sobre a carreira de Foreman.

Taub nem me irritou – gosto mais da Thirteen que dele, veja só. Gostei do caso do dia tê-lo afetado de uma forma positiva, com ele identificando a necessidade dele de algo mais em sua vida.

Valeu a montagem final, ao som de Brand New Day (de Joshua Radin).

bscap00032

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários


  1. Si, tu falou bem, foi tudo meia boca e mais ou menos. Wilson sempre muito bom e tudo. Agora nem sei o que escrever pro Teleséries. Meio desanimador um episódio desse depois de uma sequência boa.

    Responder

  2. Cenas com Wilson já são fortes motivos para apreciar o episódio 😀

    Responder

Deixe uma resposta