Lipstick Jungle: Chapter 07 – Carpe Threesome (01×07)

Não vamos falar que Lipstick Jungle é grande em seu roteiro, mas vamos reconhecer que esta primeira e curtíssima temporada foi de crescimento constante. O trio principal acaba a temporada muito mais afinado, os diálogos ganharam mais colorido, os arcos das três personagens ganharam mais corpo. Foi como se a temporada servisse muito bem para nos apresentar quem realmente as três são, uma apresentação longa, talvez, mas nada a ponto de nos irritar tanto.

Um exemplo de ótimo diálogo, de uma sacada rápida:

Josh: Oh, e Shane acabou de lhe ligar.
Wendy: O que? E por que você não me interrompeu? Você sabe que eu tenho tentado falar com ele. Ele não tem sinal muito fácil lá.
Josh: De qualquer forma, ele disse que terá de ficar por lá por mais um dia.
Wendy: Oh, você realmente espalha raios de Sol.

A Sam, que já leu o livro, disse que sua impressão sobre o seriado acabou sendo diferente da minha, mas que Nico é realmente a personagem mais próxima de uma persona real e daí viria nossa identificação. Eu não li ainda (tá na fila e acabou sendo ultrapassado por Dewey o gato, ficando a frente do The Pixar Touch: Making a Company). E realmente ela é minha personagem preferida, mas Wendy e Victory se tornaram melhores nestes últimos episódios. Wendy menos perfeita, Victory menos caricata.

E foi um fim de temporada de arrancar lágrimas. Eu, pelo menos, chorei bastante no finalzinho (e corri para ver os episódios da nova temporada para ver se parava de chorar), mas tivemos momentos leves: toda aquela trama de Victory e o casal que quer tentar um threesome nem tão thresome ainda e Wendy passando praticamente o episódio todo na casa da escritora em crise.

E o motivo de tanto choro? Nico ter que carregar a culpa de estar traindo Charles quando ele sofre o enfarto. Por Nico ter de abandonar Kirby, que é bem mais que uma paixonite e que realmente gosta dela. E pela amizade das três vencer outros conflitos.

Mais que um conflito entre Nico e Wendy, a briga das duas foi por elas não aceitarem certas coisas em si mesmas, olharem para seus fantasmas internos.

Podem continuar não gostando de Lipstick, ele já é meu seriado “mulherzinha” preferido! Detalhe: alguém havia percebido que a última música tocada no episódio era cantada pela Lindsey Price? Eu achei uma graça, a letra linda, pena não ter encontrado para baixar e incluir na minha pasta da trilha sonora do seriado…

Músicas do Episódio:

“Chains Of Love” com Kreesha Turner
“Big Sky” com Annie Lennox
“Someone Like Me” com Lindsay Price

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

6 Comentários


  1. Eu tb gosto do episódio. A trama foi crescendo, e o segundo ano está superior ao primeiro. Nico brilha cada vez mais. E merecidamente.
    Abraço

    Responder

  2. Oi.
    Gostei do epi também mas não sabia que seria o último da temporada.
    A Nico é a favorita por ser mais a mais próxima possível da realidade.
    Simone, pelo visto a próxima temporada só em 2009, né??
    E a porcaria da Fox vai ficar repetindo os epis ad eternum…
    Tá difícil não chamar o querido do Paul…
    Abraço

    Responder

Deixe uma resposta