Acho que sou só eu que gosto, mas… Ghost Whisperer: Delia's First Ghost

Pelo que vejo pela internet eu devo ser a única no país a gostar de Ghost Whisperer… Mas não me importo não.
Assistir a um episódio como o desta semana, que só assisti hoje, me faz bem demais, mesmo com aquele espírito de moletom vermelho saindo atrás dela com aquela música muito “creepy” tocando.
No episódio em questão Melinda descobre que o espírito de Charlie (interpretado pelo mesmo ator que o demônio de olhos amarelos de Supernatural), marido morto de Delia, sua melhor amiga, está assombrando os encontros dela e assustando Ned.
O problema é seu medo de contar a Delia a verdade e perder sua melhor amiga. Bem como, não conseguir imaginar qual será sua reação ao saber o que o marido anda aprontando.
Em função das confusões que o espírito está aprontando não resta a ela outra opção, se não contar. E a reação de Delia não poderia ser pior: além de ficar totalmente transtornada ela chama a amiga de maluca e se demite, mandando que ela também se afaste de Ned. Melinda se sente devastada, chora demais, é consolada pelo marido bonzinho (tá, acho que ele e Joe freqüentaram a mesma escola). Ela tem um papo com Charlie, que conta estar tentando unir Delia ao colega paramédico de Jim desde a sua morte, pois ele uma vez salvou sua vida e ele achava ser o par perfeito para a esposa.
Após ser assombrada por Charlie enquanto está sozinha em casa, Delia acaba procurando por Melinda. Ela consegue colocar Ned em contato com o pai para que ele possa partir em paz e Delia, mesmo não acreditando, consegue dizer algumas bonitas palavras para ele.
Ao final ela tem uma conversa bastante sincera com Melinda, dizendo o quanto gosta dela, mas que não está pronta para falar sobre essa coisa de fantasmas.
Foi legal, eu acho que, às vezes, os seriados colocam como sendo muito simples esse papo de mediunidade ou sei lá eu como chamam. Imagine você ouvindo de alguém que a pessoa fala ou vê espíritos, você acha mesmo que ia encarar numa boa?
Ah, contrabalanceando o tema mais triste ou denso, chame como quiser, um espírito sem roupa fica atrás de Melinda para que ela o ajude a solucionar o que o prender na Terra: no dia de pedir sua namorada em casamento os dois brigaram. Ele acaba indo para a casa de um amigo, toma muita cerveja, vai pular num lago e acaba morto e pelado. Na calça que ele tirou, e comprada por Melinda num lote de coisas, no bolso, o anel de noivado.
Melinda coloca o anel em um envelope endereçado a quase noiva. Com um sorriso o espírito pode partir. Depois de colocar o envelope na caixa do correio, Melinda sai andando para casa e um espírito de jaqueta vermelha se materializa… Sei lá eu por quê.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

6 Comentários


  1. É, acho que você é a única…rs…brincadeira. Minha esposa gosta, mas como ela não se liga em horário nem é addicted, só assiste por acaso…rs…

    Responder

  2. Eu assisto quando acerto o horário de uma reprise. Este episódio em especial em acabei assistindo (perdi uma parte no início) e gostei. É uma boa distração.

    Responder

  3. Eu tbm gosto mto, mas nao consigo parar de pensar.Será q o Jim irá morrer ?Se souber me avisa? rs

    Responder

  4. Oi Iris!
    Nem brinca com uma coisa dessa! Acho que não dá para ficar sem ele no seriado, já que ele traz equilibrio para a vida da Melinda.
    De qualquer maneira eu assisto o seriado na exibição no Brasil e fujo dos spoilers, então vamos descobrir juntas.
    Beijos
    Si

    Responder

  5. Bom dia Simone!!
    Lhe granato que não é só você que gosta, apenas demorei a conhecer a série…
    Nesse fim de semana assisti até o episódio 18 da primeira temporada, a 19 e 20, terça agora e estou esperando segunda-feira para assistir 21 e 22…
    Na caça por informação, acabei vendo sinopsis e fiquei meio tristinha com o andar do final que a primeira temporada tomará, mas se ela persiste até a quarta, é que a história continuou consistente e agradável..
    O meu marido descobriu a série por acaso no site terra, se não fosse assim, até hoje não seria companheira sua nesse Amor incondicional..
    Não tive opção, baixei as temporadas e as estou assistindo até chegar à quarta temporada… uma hora chego lá…
    Já te adionei aos meus favoritos e lhe peço, continue a gostar… sempre haverá mais uma pessoa a descobrir o encanto de sabermos que o melhor é dizer e sentir tudo enquanto estamos conscientes, pois nem sempre encontraremos uma Doce Melinda capaz de ser tão solidária e nos por em contato com entes queridos…
    Beijos em seu coração
    Roseli
    Ribeirão Preto

    Responder

Deixe uma resposta