Livros 2015

Acho que foi no ano passado que eu disse que ou eu lia os livros ou eu escrevia sobre eles. Com isso eu acabei diminuindo bastante as resenhas sobre eles aqui no blog e me dediquei a devorá-los animadamente.

Do lado ruim eu me perdi. Cheguei ao final do ano sem saber o que tinha lida, quando tinha lido. Especialmente porque, junto da diminuição das resenhas, passei a passar adiante praticamente todos os livros que lia, ou seja, não dava nem mesmo para olhar a pilha aqui no canto e se achar.

Decidida a dar um jeito nisso escolhi usar o Instagram para registrar as leituras de 2015, assim, além de ter um registro do que li, este o seria em ordem de leitura, e ainda poderia colocar comentários sobre o que achei.

livros2015

Assim nasceu a hashtag #livros2015 em meu Instagram e eu já estava toda feliz de ter encontrado uma solução fácil quando uma amiga me contou sobre a Meta de Leitura do Skoob.

O Skoob é aquela rede social linda em teoria, mas que você abandona depois que assusta com o trabalho inicial que ela lhe dará: como assim eu tenho que buscar um a um os livros que já li, achar a capa certa e então marcar como lido? Eu tenho mais de 20 anos de livros lidos, gente! Como eu faço isso de forma fácil? Ainda mais considerando que eu já não tinha boa parte deles e de que o Skoob não tinha um aplicativo?

Bem, meu perfil no Skoob ficou então abandonado. Quase não atualizado.

Mas a ideia de estabelecer uma Meta de Leitura para o ano me pareceu bem interessante. Que ideia boa marcar em algum lugar os livros que eu quero ler, alguns inclusive já colocados em uma pilha ao lado da cama! Melhor ainda: ir anotando os que já li e então saber quantas páginas eu leio por dia? Ah, vai, gente, me deixem com essa pequena vaidade!

Pois bem. Esse texto todo, cheio de divagações, e apenas para convidá-los, então, a me seguirem nessa aventura de devorar livros em 2015. Até o momento já foram 10 – iieeeiiii!! – o que resultou em mais de 70 páginas lidas por dia.

Claro, de vez em quando eles ainda vão parar aqui, mas não menospreze os que ficaram relegados ao Instagram e ao Skoob. Corrente Sanguínea, da Tess Gerritsen, por exemplo, foi um daqueles que me fizeram virar a noite em claro e O Bicho de Seda foi uma maravilhosa surpresa.

Então vem, clica aqui ou aqui e vem comigo.

P.S. O Skoob agora tem aplicativo para iOS. Todos comemora!!!

 

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários


  1. Eu faço uma planilha há vários anos com tudo que vejo e leio. No diadefolga, faço as listas em páginas, não posts, mas isso começou recentemente, muito depois de já ter a planilha. Ah, e também uso o goodreads pra registrar as leituras, mas isso também é recente.

    Responder

    1. Eu nunca consegui me entender com o Goodreads, até devo ter usuário ainda lá, mas achei o Skoob mais simpático. Pensei em listas, meu marido está tentando, mas aí ficaria sem a opinião, talvez se eu criasse um sistema de estrelas, não sei. Acabei achando a ideia do Instagram mais fácil, além de subir automaticamente pro flickr e eu poder criar um álbum no final do ano com todos que li.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *