Cinema: Luz Natural

Na União Soviética ocupada durante a Segunda Guerra Mundial, István Semetka é um fazendeiro húngaro que serve como cabo em uma unidade especial de reconhecimento de grupos da resistência. O que parecia ser um trabalho de simples execução, no entanto, toma proporções maiores quando, no caminho para uma aldeia distante, sua companhia é atingida por um ataque inimigo.

Assim, após a morte do comandante do agrupamento, Semetka vai precisar superar seus medos e assumir a liderança do grupo, enquanto é tragado em uma sucessão de eventos caóticos que fogem do seu controle.

Vencedor do prêmio de melhor direção no Festival de Berlim, Luz Natural é o filme de estreia do diretor húngaro Dénes Nagy.

Todas as caixinhas de “filme de guerra” são preenchidas nesta obra, que ao falar de situações limite, nos mostra um pouco da natureza humana: os medos, os silêncios, a solidão.

Com uma bela fotografia, o filme nos envolve em sua trama, onde o caos é um dos elementos principais. Sem dúvida, um título que vale a pena conferir.

Luz Natural integra a 45ª Mostra de Cinema na categoria Novos Diretores. Acesse o site oficial e informe-se sobre sessões de exibição e demais títulos disponíveis.

Escrito por Tati Lopatiuk

Tati Lopatiuk é redatora e escritora em São Paulo. Gosta de romances em seriados, filmes, livros e na vida. Suas séries favoritas são Gossip Girl e Breaking Bad. Pois é.

Seus livros estão na Amazon e seus textos estão no blog.

Deixe uma resposta