Telecine “esquece” o livro Com Amor, Simon por várias cidades brasileiras

O Telecine quer motivar o público a falar sobre amor com a chegada do filme Com Amor, Simon às suas plataformas e canais e, para isso, se inspirou na iniciativa de Emma Watson, que marcou pessoas pelo mundo ao “esconder” títulos feministas em locais públicos, costurando uma ação em que a sensibilidade e a empatia também são protagonistas.

Em Com Amor, Simon, do qual eu falei aqui quando chegou aos cinemas no ano passado, Simon tenta encontrar espaço para ser ele mesmo, uma rapaz de família legal, um bom aluno, um bom amigo, que esconde ser gay.

A partir dos conflitos vividos pelo personagem, a marca vai espalhar alguns exemplares do livro em nove cidades do país junto com uma carta com a definição de Simon do que é amor e um convite para que cada um que encontre o conteúdo também o compartilhe e leve a mensagem para mais e mais pessoas. A ação ganha um charme com dicas nas redes sociais da marca sobre onde encontrar o livro propositalmente esquecido em cada uma das cidades. São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Fortaleza, Salvador, Campinas, Recife, Belo Horizonte e Curitiba participam da iniciativa.

Junto de cada livro a carta abaixo:

Eu nem sei direito como aconteceu. Só sei que foi de repente.

Acho que é assim com todo mundo quando se apaixona pela primeira vez, né? Passa um monte de dúvida na nossa cabeça. Será que vamos ser correspondidos? E se ele rir de mim? Meu coração vai suportar mais uma rejeição? E se todo mundo ficar sabendo?

A verdade é que não paro de pensar nele. Alguns amigos até já perceberam. Meus olhos se iluminam quando ele manda uma mensagem, eu acho graça de qualquer coisa, parece que o mundo fica melhor quando a gente se fala. Acho que é isso que chamam de amor.

Você já deve ter sentido algo parecido, sei que vai me entender. Eu estava precisando tanto me abrir com alguém.

Todo mundo diz que a adolescência é a fase da insegurança. E acho que é mesmo. Só de pensar em me declarar para ele, tenho vontade de sair correndo. Por isso quis escrever essa carta. Para revelar meu amor por escrito antes de ter forças para gritar para o mundo.

COM AMOR, SIMON.”

Você me conta se encontrar um exemplar? Me conta como você se sentiu?

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *